Clube das Cabeludas, episódio 2: transição capilar e big chop de mãe e filha

Após passar por quimioterapia e ter ficado careca duas vezes, a Luciana recorreu à progressiva na tentativa de lidar com a indefinição do cabelo depois do tratamento. O que ela não sabia é que a química da progressiva teria consequências ruins para a sua saúde. Quando o cabelo voltou a crescer natural, ela decidiu fazer o big chop com o Clube das Cabeludas, junto com a sua filha Milany, de oito anos, que queria aderir ao cabelo bem crespo e volumoso. O resultado foi emocionante!

 

Confira o vídeo completo da transformação da Luciana e da Milany:

 

Se você também está passando pela transição capilar e quer concorrer a um big chop, compartilhe uma foto que mostre a dupla textura do seu cabelo e a história da sua transição, usando a nossa hashtag: #ClubeDasCabeludas. 

As melhores histórias, de qualquer lugar do Brasil, vão receber produtos Bio Extratus e uma delas vai ganhar uma viagem a São Paulo para fazer o big chop e gravar um vídeo da nossa série!

Serão consideradas as postagens públicas (não temos como visualizar os perfis fechados), até o dia 1º de dezembro de 2017.

Comente aqui e participe!

Clube das Cabeludas, episódio 1: transição capilar e big chop da Jéssica de Sá

A Jéssica foi a escolhida para inaugurar nossa série. Ela começou a alisar o cabelo aos nove anos de idade e nem se lembrava mais qual era a textura natural dos seus fios! O processo de transição levou cerca de onze meses, em que ela recorreu a recursos como tranças e turbantes para arrumar os cabelos e disfarçar as diferentes texturas.

 

Charles Motta, nosso cabeleireiro convidado da série, fazendo o big chop da Jéssica:

 

A felicidade da Jéssica, após o big chop!

 

Além do corte de cabelo, a Jéssica ganhou de presente um kit completo com os produtos da linha Botica Cachos da Bio Extratus, que é vegana, indicada para cabelos crespos e cacheados, e liberada para Low e No Poo!

 

O vídeo completo da transformação:

 

Você também pode ganhar um big chop e aparecer aqui! Compartilhe uma foto que mostre a dupla textura do seu cabelo e conte a história da sua transição, usando a hashtag: #ClubeDasCabeludas.

As melhores histórias, de qualquer lugar do Brasil, vão receber produtos Bio Extratus e uma delas vai ganhar uma viagem a São Paulo para fazer o big chop e gravar um vídeo da nossa série!

Serão consideradas as postagens públicas, até o dia 1º de dezembro de 2017.

Comente aqui e participe!

Clube das Cabeludas – a série sobre transição capilar

Recentemente, o Google compartilhou uma pesquisa chamada a Revolução dos Cachos, que mostra que, nos últimos anos, houve um aumento significativo nas buscas dos termos “cabelos cacheados” e “crespos”. Houve também aumento de buscas por “transição capilar” (processo de deixar o cabelo natural crespo, cacheado ou ondulado crescer livre de alisamento) e “big chop” (corte de cabelo para remover a parte com química do alisamento).

 

Quando decidem parar de alisar o cabelo quimicamente, muitas mulheres relatam que se sentem frustradas, feias e com dificuldades de lidar com a dupla textura capilar – a raiz crespa e as pontas alisadas. Ainda que as pontas dos fios estejam danificadas, existe um apego ao comprimento dos cabelos e a resistência em cortá-los curtos. Isso pode tornar o processo de aceitação do cabelo natural mais lento, já que a maioria das mulheres prefere esperar o cabelo crescer para só então cortar as pontas lisas.

Pensando que a transição capilar está profundamente associada ao fortalecimento da identidade e da autoestima, o Blog das Cabeludas, em parceria com a linha Botica Cachos da Bio Extratus, criou a web série “Clube das Cabeludas”, para abordamos esse assunto de forma direta e inspiradora. O cabeleireiro Charles Motta, expert em cacheados, crespos e transformações, foi o nosso convidado em todos os episódios. A linha Botica Cachos foi a escolhida devido a sua tecnologia e alta performance, tanto para cabelos crespos e cacheados quanto para cabelos em transição, já que proporciona o efeito de reconstrução dos fios e de ativação de cachos.

Nosso objetivo com os vídeos é incentivar mais mulheres a passarem pela transição e aderirem ao big chop com leveza, mostrando que cortar o cabelo pode proporcionar um encontro incrível com a melhor versão delas mesmas.

 

Ao todo, gravamos 8 episódios em que procuramos mostrar mulheres de diferentes faixas etárias, texturas capilares e tons de pele, para que mais pessoas possam se identificar e se reconhecer em cada história.

Para encontrar as modelos, fizemos um post nas redes sociais do Blog das Cabeludas, convidando mulheres em transição a postarem uma foto para mostrar as duas texturas do cabelo (raízes crespas e pontas alisadas) e a responderem porque suas histórias poderiam inspirar outras mulheres. Nas próximas semanas, sempre às sextas-feiras, vamos publicar aqui as histórias dessas mulheres, recheadas de fotos inspiradoras.

 

Se você também está passando pela transição capilar e quer concorrer a um big chop, compartilhe uma foto que mostre a dupla textura do seu cabelo e a história da sua transição, usando a nossa hashtag: #ClubeDasCabeludas. 

As melhores histórias, de qualquer lugar do Brasil, vão receber produtos Bio Extratus e uma delas vai ganhar uma viagem a São Paulo para fazer o big chop e gravar um vídeo da nossa série!

Serão consideradas as postagens públicas (não temos como visualizar os perfis fechados), até o dia 1º de dezembro de 2017.

Comente aqui e participe!

 

Dizem que quando a mulher muda o cabelo, ela pretende mudar a vida, né?

Mudei. Mas não mudei para os outros, mudei para mim mesma, para me sentir bem, me sentir cada dia mais dona de mim. Já cortei curtíssimo, deixei crescer, pintei de colorido, descolori e nada disso mudou a Nathalie de verdade. Porque todas as fases faziam parte de quem sou, com minhas particularidades de libriana, nas minhas constantes mudanças. Há tempos não ficava com meus fios naturais e precisava de mais essa fase para depois entender que realmente alguns fios loiros dizem muito sobre minha personalidade alegre! O enigma da minha vida é que quero um cabelo longo, mas não quero abrir mão do volume e, no meu tipo de cacho, os dois não andam juntos, infelizmente. Já tive minhas inseguranças, achava que meu corpo e meu cabelo perfeitos me fariam ser mais aceita e querida por todo mundo, aí é que eu me enganava.

Ficar com o cabelo totalmente escuro me fez voltar à época em que “não era ninguém” e ver que não viver da opinião das pessoas (sobre meu cabelo, minha maquiagem ou sobre o que devo vestir) era muito melhor do que o que estava vivendo atualmente. Então sim, eu sou a prova viva de que quem muda o cabelo, quer mudar a vida, pois eu mudei, até mesmo sem planejar isso antes. Há pouco mais de um ano, fui inconsequente num procedimento de descoloração que detonou meu cabelo, me trazendo a pior fase que podia viver em relação aos meus cachos. Mas agora estou tratando esse meu cabelo com tanto carinho, que só falta ele me responder um “muito obrigado”, porque os resultados já são BEM nítidos. Desde que comecei minha parceria com a Bio Extratus, comecei a tratar meu cabelo com todo o respeito que ele merecia. A cada linha que uso, vejo que ele responde de um jeito diferente, mas sempre bem positivo.

Quando me perguntarem por que mudo tanto meu cabelo, a resposta será: “ele só acompanha o ritmo da minha vida, que nunca para!” Não tenha medo das mudanças, elas são sempre bem-vindas e, se nada der certo, pelo menos serviu para aprendizado, não é mesmo?! MUDE, mude consciente, mude sempre, apenas MUDE!

Beijo.

Nath Barros.

Um #paponapiscina para ficar na memória

Quando pensamos em criar uma pool party do projeto #paposobreautoestima, a primeira coisa que nós pensamos foi que ela seria uma festa para celebrarmos verões sem padrões e sem julgamentos. Nossa ideia foi justamente usar uma piscina como pano de fundo para que leitoras, seguidoras e participantes do grupo se encontrassem para uma tarde descontraída e divertida, com direito a muito biquíni, maiô, caídas na piscina e muito amor próprio.

Acho que nem preciso falar como ficamos felizes de ter a Bio Extratus nos apoiando nessa empreitada, né? Porque o discurso de liberdade com seus cabelos e as diversas linhas pensadas para fazer TODOS ELES serem os melhores possíveis é muito alinhado com o #paposobreautoestima. A quantidade de linhas disponíveis para quem descoloriu, pintou de loiro, fez mechas, pintou de escuro, deixou grisalho, alisou, deixou cachear naturalmente é enorme, assim como as famílias feitas para quem quer revitalizar, fazer crescer, reidratar e tornar seus fios mais fortes.

A primeira festa teve tudo que a gente podia esperar e o feedback que mais ouvimos foi: “eu nunca imaginei que estaria em uma festa na piscina, rodeada de mulheres, dançando de biquíni e não me importando com o meu corpo nem por um segundo”.

A segunda teve um empecilho: a chuva. E, apesar de todos os nossos receios, sabem de uma coisa? Foi incrível do mesmo jeito! Muitas entraram no clima com a gente e apareceram de biquíni com saídas de praia abertas, várias de fato entraram na água e usaram os finalizadores e escovas disponíveis para experimentarem os produtos da Bio Extratus depois. Nós entramos na piscina!

Todas levaram para casa o finalizador da linha Resgate, que é um dos queridinhos, e o Óleo de Argan e Cártamo, ideal para selar as pontas e deixá-las brilhantes e bonitas. Esses dois produtos foram pensados justamente porque são sensacionais e, para quem não conhece a marca, não existe melhor porta de entrada. Quem ficou no hotel – quase 40 meninas vindas de BH, Porto Alegre, São Paulo e outros cantinhos desse Brasilzão – também recebeu no quarto o shampoo e o condicionador da novíssima linha Pós-Coloração.

E, no fim, o que ficou marcado é como a gente não precisa de um tempo maravilhoso para apoiar o #paposobreautoestima. Nesse dia, conseguimos provar que a força do coletivo em criar um ambiente sem julgamentos, com empatia e amor próprio, tem muita luz e energia. Hoje faz quase uma semana que a festa aconteceu, hoje o sol já voltou a brilhar (aliás, voltou a brilhar no dia seguinte da festa, como se São Pedro tivesse feito a chuva cair no sábado só para mostrar pra gente que somos mais fortes que condições meteorológicas) e eu ainda estou pensando em como foi tudo tão especial. E só posso finalizar esse post agradecendo à Bio Extratus por nos apoiar faça chuva ou faça sol e ajudar a levar essa mensagem de liberdade e empoderamento para mulheres de todo o Brasil!