Mulher combina com cabelo curto?

Primeiro: Estava com saudades de escrever para vocês! \o/

Segundo: Mulher combina com o que ELA quiser e se sentir bem

Pronto Maraisa? Acabou o post? Mas é nunca! hahahaha. Quis abordar este assunto porque ele me pegou de duas maneiras diferentes. E hoje, sou muito bem resolvida a ponto de segurar um cabelo curto e ainda assimétrico.

Lá em 2013 eu cortei toda a química dos meus fios. Sim, fiquei com o cabelo bem curto e quando cheguei em casa chorei horrores no colo da minha mãe. Se estava tão decidida a tirar a química, se eu preferi não passar pela transição, por que eu chorava tanto com mamãe? Porque infelizmente crescemos achando que cabelos longos confere feminilidade à mulher. O balançar dos fios, o vento batendo suave tirando algumas mechas do lugar, prender o cabelo para conseguir fazer alguma atividade física, fazer inúmeros penteados… Quantas vezes vocês já não ouviram noivas dizerem “Estou deixando o cabelo crescer para o penteado do casamento.”? INÚMERAS!

Pois eu entrei nesta neura e não conseguia me sentir feminina, desejada, bonita, atraente. Parece que o meu cabelo tinha retirado toda a força feminina que habitava em mim até então.

O tempo passou, meu cabelo foi crescendo e eu cresci junto. Aprendi a cuidar, entendi o que ele precisava, como gostava de ser tratado e aí passei para as tinturas. Descolori, pintei de diversas cores e quando estava azul, em maio de 2017, tive um problema de saúde. Fiquei internada uma semana por conta dos rins, coloquei catéter, fiquei 20 dias com ele, voltei ao hospital para tirar e AAAAAH CHEGA! Não quero mais este cabelo azul! Vivi momentos negativamente intensos com ele e quero mudar.

Foi aí que eu quis cortar. Mas não era cortar as pontas, era MUDAR DE VEZ! Pode cortar com vontade e ainda fazer um corte assimétrico! Porque o meu desejo era uma transformação exterior assim como aconteceu interiormente. Senti necessário. E nisso eu cortei com gosto e lá vou eu com os fios curtos e nuca à mostra.

 

 

Agora vamos para a diferença: EU ME SENTI EXTREMAMENTE FELIZ! Olhei no espelho e estava sexy, confiante, linda, com cor nova, corte completamente diferente do normal e com uma força absurda. Eu ria tanto, mas tanto que lembrei lá de 2013 quando chorava copiosamente no colo de mamãe.

O que mudou Maraisa? Hoje eu sei que um cabelo não me define. O que vai definir quem é Maraisa Fidelis é, além da minha bagagem cultural, meus valores, minhas crenças e o meu posicionamento perante os acontecimentos. Minha certeza de que meus fios curtos não tiraram em nenhum momento meu poder, quiçá a minha feminilidade.

 

 

Quatro anos se passaram, agradeço por esta evolução, agradeço por conseguir enxergar que o belo está nas pequenas coisas e que cabelo, é apenas cabelo. Entretanto, a única coisa que não abro mão é cuidar feito doida! hahaha

Beijos

Como cuidar dos cabelos no inverno para evitar o frizz

É sempre igual: vai chegando o inverno, a umidade do ar vai ficando mais baixa, os cabelos vão ficando mais ressecados e os frizz vão começando a aparecer. Quem já “sofre” com esse problema nas outras estações do ano, costuma ter um pouco mais de trabalho durante o período de chuvas e frio, por outro lado, quem nunca precisou se preocupar os fiozinhos arrepiados, precisa aprender a lidar com eles.

Antes de tudo, precisamos esclarecer que o frizz nada mais é que um cabelo novo ou aquele fio mais ressecado e opaco, que pode indicar sinais de falta de cuidado. A solução para esse companheiro indesejado é a famosa hidratação! Semanal, em casa ou no salão, ela é importantíssima nessa época do ano para deixar os fios saudáveis e nutridos.

Mas o frizz não é a única coisa que pede atenção durante o inverno. O clima mais frio e chuvoso, faz com que sejam necessários cuidados para garantir que o cabelo fique do jeitinho que a gente gosta. Separamos algumas dicas que podem ajudar nos cuidados com o cabelo durante o inverno, anota aí e segue direitinho!

 

 

Nada de banhos muito quentes!

 

A temperatura cai e tudo o que queremos é tomar um banho quentinho, para relaxar e se livrar um pouco do frio. Mas as madeixas podem sair prejudicadas desse processo, pois a alta temperatura da água retira toda a oleosidade natural do couro cabeludo. Esse óleo natural é responsável pela proteção e lubrificação dos fios, sem ele os cabelos ficam mais ressecados, quebradiços e com as indesejadas pontas duplas. Em casos extremos, isso age de forma contrária, deixando os fios com aspecto engordurado, mas de forma negativa. Por isso, a dica mais importante de todas é manter os banhos mornos, mesmo com o frio do inverno.

 

Proteja os fios

Depois de um banho, o frio parece ser maior, não é? Neste período, costumamos usar mais o secador e a chapinha, para evitar que os fios fiquem molhados e aumentem a sensação de frio. Na hora de secar o cabelo, além de nunca esfregar a toalha nos fios, a dica é apostar em um bom protetor térmico. Além disso, lembre de nunca dormir com os fios molhados, hein? No inverno eles demoram ainda mais para secar e podem aumentar as chances de caspa e queda.

 

Hidratação neles!

Ela é sempre importante, mas no período em que os cabelos tendem a ficar mais ressecados, ela é imprescindível. Uma vez por semana, aplique a sua máscara de hidratação favorita e deixe agir por pelo menos 3 minutos. Ah, uma boa dica é: em todas as lavagens, massageie sempre o couro cabeludo para ativar a circulação e a oxigenação.

 

Hora do detox

Hidratação é bom, mas não tem muito resultado se o cabelo não estiver bem higienizado para recebê-la. Limpar profundamente os fios e o couro cabeludo, prepara o cabelo para receber os nutrientes da hidratação, e, para isso, o detox capilar é ideal.

 

 

Tá vendo? Não é difícil conquistar a maciez e o brilho que você adora e, de quebra, fugir do aspecto ressecado que muitas vezes toma conta dos cabelos durante o inverno. Lembrando que os cuidados regulares são fundamentais em todas as estações.

10 passos para ter cabelos saudáveis no frio

O sonho de consumo de toda mulher do mundo é aquele cabelo forte, saudável, brilhante e sem quebra. Desfilar com os fios incríveis no inverno é uma tarefa que parece difícil mas que pode se tornar simples com alguns passos básicos na sua rotina de beleza. Para que seu cabelo não sofra com o vento e com a diminuição da umidade do ar, venho contar os 10 passos para ter cabelos saudáveis no frio.

1- Tenha uma alimentação equilibrada. O processo começa de dentro para fora, procure se alimentar corretamente, incluindo nas refeições algumas hortaliças e frutas que fazem bem para os fios (e para o resto do corpo). A falta de algumas vitaminas podem acarretar em vários prejuízos para o fio e para o couro cabeludo. O cabelo é composto principalmente de proteínas. É importante ingerir alimentos desse grupo (carne, ovos, queijos) para deixar os fios mais fortes e nada quebradiços.

2-  Observe sempre se o produto usado é o ideal para seu tipo de cabelo. Escolha produtos sem sal, que não agridem o couro cabeludo e não deixam os fios sem brilho. Se necessário, passe por um especialista que te indique o melhor tipo de produto a ser usado. Uma boa dica é visitar o site da Bio Extratus e conferir as propriedades de cada produto, assim você saberá qual o perfeito para você.

3- Lave e hidrate o cabelo pelo menos uma vez por semana. Tenha sempre um bom shampoo anti resíduos pois poeira, oleosidade e sujeira acumulada impedem o crescimento dos fios. Lave bem. Em seguida, aplique um shampoo mais leitoso, que vai hidratar o couro cabeludo sem deixar oleoso. Aplique a máscara de sua preferência, permaneça com ela o tempo indicado e enxágue bem.

4- Quando usar secador, chapinha e babyliss, passe um finalizador termo protetor bem potente nos fios. Assim eles não ficarão opacos, quebradiços e evitará qualquer risco de “torrar” o cabelo. Meu favorito é o finalizador da linha Spécialiste Resgate, que ajuda a reconstruir os fios danificados.

5- Procure lavar sempre com água fria ou morna. A água quente abre as cutículas dos cabelos e os deixam quebradiços e ressecados.

6- Use uma boa escova para desembaraçar os cabelos ainda úmidos, evitando a quebra do cabelo. Escovas e pentes de convencionais acabam danificando, à longo prazo, a estrutura dos fios. A escova Michel Mercier, por exemplo, é desenvolvida e pensada especialmente para não quebrar os fios. Vale a pena investir.

7- Evite produtos com muita química. Hoje em dia há vários shampoos no mercado que contém produtos químicos encontrados até em detergentes e que agridem o couro cabeludo. Dê uma olhada nos ingredientes e descarte os produtos que não valorizam seus fios. É só dar um google e ver o que realmente faz bem para o cabelo e o que pode ser descartado.

8- Corte o cabelo com frequência. Procure fazer uma visita ao cabeleireiro de 3 em 3 meses para tirar as pontinhas. Assim eles cresceram bem fortes e evita que seja necessário cortar muito a longo prazo. Até porque ninguém merece pontas duplas.

9- Evite prender o cabelo com elásticos ou prendedores de metal. Eles podem enferrujar e/ou quebrar os fios ao soltar. Hoje em dia os modelos revestidos por plástico, como aqueles que parecem fio de telefone, são ótimos, super baratinhos e não marcam os fios.

10- Nunca durma com o cabelo molhado. O contato com o travesseiro faz com que o couro cabeludo não respire durante a noite, deixando os cabelos marcados e opacos. A longo prazo eles se quebram e formam as temidas pontas duplas. Aproveite a parte da noite para usar aquele óleo super potente nas pontas e deixa-lo agindo durante o sono.

E ai, gostaram desses 10 passos para ter cabelos saudáveis? Comenta com a gente qual foi seu favorito!

 

Meus cabelos e eu!

Quando eu era pequena meus cabelos eram elogiados por todas as pessoas. Os cachos, que quando eu era bem criança eram grandes, foram soltando conforme e eu crescia e quando eu tinha uns 5, 6 anos eles ganharam ondas abertas e bem bonitas. E eu amava meus cabelos…até fazer uns 8.


 

No colégio, as meninas consideradas as mais bonitas da minha série todas tinham cabelos lisos e franjas. Nas Spice Girls lá estava Mel B representando as crespas, todas as outras tinham cabelos lisos. Friends, todas com cabelos lisos. Blossom, cabelos lisos. Sabrina e depois Clarissa, cabelos lisos, loiros e franjas, achava maravilhoso e queria igual. Punky, franja cheia e cabelos lisos – achava lindo quando fazia chiquinhas e ficava igual. Mais tarde, quando eu tinha 11 anos, chegaram as Chiquititas e comecei a ver meninas com cabelos parecidos com o meu (oi Fran, oi Tati), mas vocês acham que eu gostava do cabelo delas? Não!

A diferença é que naquela época eu não tinha a mínima consciência do que deveria fazer para arrumar os cabelos da forma que eu gostaria que eles ficassem, e isso causou uma série de frustrações capilares. Pedi para cortar franja crente que conseguiria copiar as atrizes que eu admirava, saía do salão com aquela franja maravilhosa que durava até o primeiro banho. Como eu não usava secador, a franja secava aleatoriamente, quase sempre fazendo o sentido contrário de uma franja convencional, isso é, a “voltinha” da franja era voltada para fora, e não para dentro.

E lá no alto dos meus 11 anos que eu pedi para fazer o corte da Posh Spice porque eu tinha uma boneca da Victoria e achava o cabelo dela lindo? Sim, eu fui no salão levando a boneca como referência, e a pessoa cortou meu cabelo reto e sem graça, na altura do queixo. Com a escova ficou lindo, mas vocês imaginam o que aconteceu quando meu cabelo secou naturalmente, né? Muitos meses traumáticos sem saber como cuidar do cabelo até ele crescer. Até hoje eu cruzo com ela e tenho arrepios lembrando dia que eu descobri que não tinha como copiar a Posh Spice. Pelo menos eu não pedi para copiar a Geri, imaginem se alguém aceitasse pintar os cabelos de uma pré adolescente metade loiro metade vermelho?

Engraçado que quando eu fiz 15 anos, mais ou menos, eu descobri que odiava meu cabelo escovado porque ele ficava lambido. E foi aí que eu comecei a fazer as pazes com meus fios. Passei a respeitá-los, a descobrir modos de secar e cortar que valorizaram. Comecei a me interessar por produtos (né, Bio Extratus! 🙂 ) E tive a certeza que eles tinham um peso muito importante na minha autoestima.

Hoje eu acho incrível saber que posso fazer o que eu quiser com eles. Posso secar com escova e deixá-los mais lisos, posso fazer um babyliss e deixá-los com um movimento interessante, posso secar com os dedos e deixá-los mais naturais.

Meu último passo nessa minha relação com minhas madeixas é deixar que elas sequem naturalmente mais vezes. Hoje em dia eu só faço isso quando sei que não vou sair, pois ainda tenho medo de como os fios vão secar, se eles vão ficar mais ou menos rebeldes, mas quem disse que volume ou formas mais indefinidas são feias? É isso que estou tentando botar na minha cabeça e, quem sabe, voltar a ser aquela criança de 6 anos que achava seus cabelos ondulados de qualquer jeito poderosos, diferentes e maravilhosos?

Finalizadores Bio Extratus para diversos penteados

 

Meu primeiro contato com um dos finalizadores da Bio Extratus para penteados foi no ballet, há uns 10 anos atrás, onde quem tinha o coque mais perfeito, se “livrava” de uma aula de abertura no mês, e quem era meu melhor amigo nessa missão? O TANOGEL RADICAL, o vermelho! Sim, ele me ajudava a sofrer uma vez a menos por mês haha.

No mês de fevereiro tive a oportunidade de ensinar dois penteados práticos com ele e o Sillitan, também da linha Tutano (https://www.youtube.com/watch?v=_mzY7UWQ2QQ&t=13s) que deu muito certo, porque que mulher hoje em dia não gosta de praticidade né? Pois bem, não íamos ficar de fora dessa, mas agora vamos conhecer um pouco melhor esses produtos.

Sobre o TANOGEL, existem duas opções, o tradicional e o RADICAL, que é o que eu usava no coque para o ballet;Os dois tem basicamente a mesma função, que é modelar o cabelo de forma que ele fique firme, com um aspecto mais hidratado e além de tudo, o que o diferencia de outro gel é que ele é um gel creme, que não deixa um aspecto rígido nos fios, como se fossem ressecados. O tradicional é mais leve, e tem um pouco menos de fixação, que é mais indicado para cabelos lisos, ou ralos.

Já o TANOGEL RADICAL, tem tudo que o tradicional, só que com um poder de fixação maior, mais indicado para nós cacheadas e crespas, que o cabelo é mais resistente, e muitas vezes não ficam modelados como queremos em certos penteados.

Outro produto que também usei no vídeo foi a Pomada Sillitan, que não serve apenas para modelar lindos penteados, mas que também tem um truque que aprendi esses dias e não posso deixar de falar para vocês.

No caso desse produto, o que buscamos quando o usamos, é aquele resultado de “meu cabelo fica assim naturalmente sem produto nenhum”, sabe? Em que há uma fixação, mas não fica evidente. Ele protege o cabelo do calor, ou seja, se você quer uma escova modelada ou fazer aquele babyliss para durar a noite inteira, essa é a opção correta. Mas Nath, e aquele truque que você falou pra gente? Pois bem! Esses dias questionei meu cabeleireiro como cuidaria do meu cabelo na viagem de lua de mel, que terá muito mar e piscina, e ele me deu uma LUZ, óbvia, mas que nunca tinha pensado: MUITA POMADA NOS FIOS! Porque? Porque agua e óleo não se misturam! O cabelo vai ficar intacto, protegido e além de tudo sendo hidratado, porque o Sillitan também hidrata.

E é isso, dica de como se arrumar com praticidade, conhecer novos produtos e como usá-los, são sempre bem-vindos não é mesmo? Espero que tenham gostado das dicas e usem muito!