Naturalmente Bonita

Por que é tão difícil aceitar um elogio?

5.fev.2018

– Que pele linda!
– Ah! Estou de maquiagem, precisa ver quando tiro.
– Como você explica bem!
– Ah, só alguns assuntos…
– Seu cabelo está maravilhoso!
– hahaha É raridade! Hoje ele acordou de bom humor!
– Que texto bem escrito!
– Você acha mesmo?
– Você é muito bonita!
– Hummm… ah, obrigada! (Mas sem acreditar no elogio recebido)

Tenho certeza que vocês já passaram por alguma situação assim, ou mesmo viram acontecer com alguém. Por que não acreditamos em nós mesmas? Por que vivemos na dúvida? Por que não acreditar na nossa beleza, em nossos talentos e nossa capacidade profissional? Por que tanta dificuldade em aceitar um elogio?

Tenho me feito essas perguntas há alguns meses, quando percebi que ficava sem graça se fosse elogiada. Consciente dessa minha atitude, comecei a olhar todas as mulheres que me cercam, até mesmo algumas nas redes sociais, e o comportamento se repetia (salvo raras exceções). Era um sorriso amarelo, uma cara de dúvida, uma descrença no próprio “taco” e por aí vai.

A primeira coisa que vem na cabeça é: “Essa pessoa está falando sério? Não é só para me agradar? Duvido! Aposto que tem outras intenções nesse elogio!” O mundo ficou tão perverso, tão perfeccionista, exigindo alegria constante e beleza padronizada que nós perdemos a autoconfiança e qualquer elogio parece deboche, ou mentira, ou tem segundas intenções, ou a pessoa está louca. Em ÚLTIMO caso pensamos: “Nossa, mas eu estou bonita mesmo!”

Isso tudo foi tão colocado na nossa cabeça (mesmo que de maneira implícita) desde sempre, que hoje não conseguimos crer nas nossas qualidades. Chato entender que nós, mulheres, fomos criadas de uma forma tão rude a ponto de competirmos umas com as outras. Sempre foi isso que esperavam de nós: uma eterna competição para ver quem tinha mais dotes, quem casava primeiro, quem tinha filhos primeiro e quem era a mais bem-sucedida NO CASAMENTO. Olhar-se no espelho e começar a ver as próprias qualidades? NEM PENSAR! MAS QUE OUSADIA!

Todavia, existe algo muito bacana chamado TEMPO. Aaaah o tempo! Ele leva muitas coisas e traz tanta revolução, traz lucidez e desta vez trouxe força, inteligência e poder suficiente para a mulher tomar conta de si e perceber que a felicidade já está nela. Ela se basta e precisa apenas de alguém que a transborde. Não precisamos de opiniões alheias para termos a certeza do quão bem fazemos determinadas tarefas ou mesmo da nossa beleza. O elogio é apenas a confirmação de que estamos no caminho certo ou um gesto de carinho que podemos agradecer e continuar a vida.

Já pensou que legal pegar todos os elogios recebidos e guardar em um local especial dentro de nós? Acumular elogios em papéis e depois ler tudo no final do ano ou em algum momento de tristeza? AGRADEÇA! Mas agradeça de coração e entenda que você é capaz de muito mais do que imagina! Os elogios existem para serem distribuídos e recebidos com afeto, com alegria e amor.

Que tal a partir de agora agradecer os elogios e ficar feliz com as palavras escutadas? Se alguém parou para te rescrever algo bom, ou falar algo que te enalteça, por que se colocar pra baixo? Por que se inferiorizar? Por que simplesmente não falar “Siiim! Meu cabelo está lindo mesmo hoje!”?

Sei muito bem que você pode me falar que isso é coisa de gente metida, que as pessoas interpretariam mal e tantos outros argumentos. Mas aí eu só digo uma coisa: se nós não nos amarmos, quem vai? Mamãe sempre me disse isso e eu levo para a vida. Tente ver de uma forma mais simples ainda: o elogio serve para te empurrar pra frente e te mostrar que está no caminho certo. Apenas aceite e seja feliz!

Beijos

Paulistana de 28 anos completamente apaixonada pela família. Formada em marketing mas escolheu trabalhar com beleza, que é o que lhe encanta. Fala feito louca, ri descontroladamente e quer apenas ajudar as mulheres a se sentirem lindas.

Maraisa Fidelis

Paulistana de 28 anos completamente apaixonada pela família. Formada em marketing mas escolheu trabalhar com beleza, que é o que lhe encanta. Fala feito louca, ri descontroladamente e quer apenas aj...

Você já elogiou alguém hoje? Bio Extratus e o dia da mulher!

8.mar.2017

Se tem uma coisa que a gente já sabia – e fazia – mas que ganhou uma importância maior depois que começamos a discutir esse assunto com mais frequência e com mais meninas, é o ato de elogiar. Depois do agradecer, esse deveria ser o verbo mais utilizado do mundo porque só traz coisas boas e só gera bons sentimentos.

Sério, quem nunca saiu de casa insegura, não se achando lá essas coisas e mudou totalmente a postura depois de ouvir um elogio sincero? E quem nunca ficou feliz depois de elogiar alguém e ver que aquelas poucas palavras realmente mudaram o dia da pessoa? Exaltar o lado positivo ou então até mesmo aquilo que é bonito aos seus olhos é um dos melhores exercícios que podemos fazer, não deveria ser motivo de vergonha, acanhamento ou até mesmo de silêncio.

Se parar uma pessoa na rua para dizer que o cabelo dela está lindo ou o look que ela está usando é incrível ainda é uma tarefa difícil, já pensou em começar dentro de casa ou com suas amigas? Cada vez mais que falamos sobre autoestima (e ultimamente, como vocês podem ver, esse papo tem surgido MUITO), temos a certeza absoluta que nada é mais levantador de autoestima do que estar cercada de pessoas que te botam pra cima. Porque as vezes fica bem difícil você estar fazendo o exercício de tentar se enxergar com bons olhos e só receber apenas críticas desconstrutivas, por isso é bem melhor andar com gente que te ajuda a ver em si mesma o que você tem de melhor. Elogios muitas vezes quebram a casca que a gente mesma cria de não se enxergar bonita ou boa o bastante, o que importa é como a gente se vê, mas se o mundo à nossa volta ajudar, a gente se vê num reflexo mais leve e bonito.

Aliás, cada dia que passa chegamos à conclusão que o importante dessa vida mesmo é aprender a criticar e julgar menos, respeitar mais e valorizar o que merece ser valorizado. Seja uma atitude ou uma unha pintada de cor bonita.

Como se tivesse lendo nossos pensamentos, a Bio Extratus lançou para o Dia Internacional da Mulher o Naturalmente Poderosa, um site que funciona como uma fábrica de gifs elogiosos. Ele é fácil, fácil de brincar e muito divertido. Você entra, bota o nome da amiga/mãe/irmã/tia/sobrinha/vó/qualquer outra mulher da sua vida, escolhe a foto mais bonita dela, seleciona 5 elogios (de 19!) e clica em “Gerar GIF”. Pronto! Em questão de segundos você pode sair presenteando todas as mulheres que você quiser elogiar! É ou não é muito amor??

Eles ficam fofos assim, ó:

Dessa forma a gente consegue espalhar um pouco de amor nas nossas timelines, afinal, esse mundo já está tão cheio de julgamentos, críticas e intolerâncias que é delicioso ver um movimento desses ganhando força, né?

Desde que começamos a trabalhar com a marca, a gente já sabia que a Bio Extratus gosta de levantar a autoestima e o amor próprio de suas consumidoras, que visa ajudar mulheres que são lindas por dentro a ficarem maravilhosas por fora. E nesse ano em que estamos falando tanto sobre sororidade, sobre jogar nossas amigas pra cima, elogiar, agradecer e fazer coisas boas para colher coisas melhores ainda, essa ideia de comemorar o Dia Internacional da Mulher que a Bio Extratus propôs é tão especial e nos deixa tão orgulhosas de estarmos juntas nesse caminho.  

É incrível ver uma marca que trabalha com influenciadoras de todos os tipos, cores e cabelos mostrando que além da representatividade, ela também acredita no elogio, em espalhar mais amor por ai.

Quem quiser mandar elogios animados para as mulheres da sua vida, é só acessar o site Naturalmente Poderosa e se divertir mandando presentes virtuais!

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, sempre procurando um equilíbrio saudável entre a vida de mãe e de mulher.

Carla Paredes

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, ...

O poder do elogio sincero

22.fev.2017

Era 1º de janeiro, acordei ainda sonolenta e com um pouco de ressaca da noite da virada. Olhei para o lado e estava ele, me observando dormir e fazendo cafuné em meus cabelos. Dei um sorriso de lado meio sem graça com minha cara lavada e amassada. Antes que eu pudesse falar algo ele me disse: “você é a mulher mais maravilhosa do mundo”.

Naquele momento percebi o quanto estou ao lado de alguém que me ama acima de qualquer padrão. Sempre estive acima do peso e, em minha adolescência, isso foi motivo para fazer dietas malucas e extremamente restritivas, chorar sozinha por “não ter roupa” que caiba em mim e até por vomitar após o almoço com culpa de ter comido além do que deveria.

Depois de alguns anos fazendo terapia, consegui entender melhor minha relação com meu corpo, a supervalorização do padrão inatingível de beleza pela mídia e o quanto isso me afetou na adolescência e poderia afetar outras meninas. E o que isso tem a ver com o fato de meu namorado me achar “a mulher mais maravilhosa do mundo”?

Não estou querendo pregar que sem a opinião dele eu ficaria mal ou que preciso que alguém me ache maravilhosa. Não. Mas aquela atitude tão sincerona logo pela manhã do dia 1º foi tão inesperada que ativou uma chama extra de auto estima em mim. E se, no auge da minha adolescência, essa chama tivesse sido acesa? Quantas chamas conseguimos acender apenas dizendo um elogio sincero em momentos inesperados? Quantos conhecidos você elogiou hoje? E desconhecidos?

A partir daí comecei a colocar em ação algo que já havia feito em 2016: a pratica do elogio. Me levantei, abracei minha mãe e falei que o cabelo dela estava perfeito com aquele corte. No dia seguinte, no trabalho, elogiei a bolsa da minha colega. Na hora do almoço fiz questão de ir até a cozinha do restaurante elogiar o tempero delicioso da carne seca. E desse dia em diante me prometi acender o máximo de chamas que eu conseguir por onde passar. E você? Já acendeu a chama da auto estima de alguém hoje?

 

Sempre muito comunicativa, Ana Luiza nunca teve vergonha de mostrar quem é e o que pensa. Adora escrever textos sobre moda inclusiva e empoderamento feminino, hoje produz looks do dia plus size, resenhas com opiniões reais sobre produtos acessíveis e conteúdo sobre autoestima e feminismo. Ana sabe que “estar na moda” é captar a essência do que é tendência e transferir para seu estilo, deixando sua marca em cada peça e independente do tipo de corpo. Hoje trabalha com consultoria de moda e imagem, marketing digital e com produção de conteúdo em seu blog Cinderela de Mentira.

Ana Luiza Palhares

Sempre muito comunicativa, Ana Luiza nunca teve vergonha de mostrar quem é e o que pensa. Adora escrever textos sobre moda inclusiva e empoderamento feminino, hoje produz looks do dia plus size, rese...