Por que é tão difícil aceitar um elogio?

– Que pele linda!
– Ah! Estou de maquiagem, precisa ver quando tiro.
– Como você explica bem!
– Ah, só alguns assuntos…
– Seu cabelo está maravilhoso!
– hahaha É raridade! Hoje ele acordou de bom humor!
– Que texto bem escrito!
– Você acha mesmo?
– Você é muito bonita!
– Hummm… ah, obrigada! (Mas sem acreditar no elogio recebido)

Tenho certeza que vocês já passaram por alguma situação assim, ou mesmo viram acontecer com alguém. Por que não acreditamos em nós mesmas? Por que vivemos na dúvida? Por que não acreditar na nossa beleza, em nossos talentos e nossa capacidade profissional? Por que tanta dificuldade em aceitar um elogio?

Tenho me feito essas perguntas há alguns meses, quando percebi que ficava sem graça se fosse elogiada. Consciente dessa minha atitude, comecei a olhar todas as mulheres que me cercam, até mesmo algumas nas redes sociais, e o comportamento se repetia (salvo raras exceções). Era um sorriso amarelo, uma cara de dúvida, uma descrença no próprio “taco” e por aí vai.

A primeira coisa que vem na cabeça é: “Essa pessoa está falando sério? Não é só para me agradar? Duvido! Aposto que tem outras intenções nesse elogio!” O mundo ficou tão perverso, tão perfeccionista, exigindo alegria constante e beleza padronizada que nós perdemos a autoconfiança e qualquer elogio parece deboche, ou mentira, ou tem segundas intenções, ou a pessoa está louca. Em ÚLTIMO caso pensamos: “Nossa, mas eu estou bonita mesmo!”

Isso tudo foi tão colocado na nossa cabeça (mesmo que de maneira implícita) desde sempre, que hoje não conseguimos crer nas nossas qualidades. Chato entender que nós, mulheres, fomos criadas de uma forma tão rude a ponto de competirmos umas com as outras. Sempre foi isso que esperavam de nós: uma eterna competição para ver quem tinha mais dotes, quem casava primeiro, quem tinha filhos primeiro e quem era a mais bem-sucedida NO CASAMENTO. Olhar-se no espelho e começar a ver as próprias qualidades? NEM PENSAR! MAS QUE OUSADIA!

Todavia, existe algo muito bacana chamado TEMPO. Aaaah o tempo! Ele leva muitas coisas e traz tanta revolução, traz lucidez e desta vez trouxe força, inteligência e poder suficiente para a mulher tomar conta de si e perceber que a felicidade já está nela. Ela se basta e precisa apenas de alguém que a transborde. Não precisamos de opiniões alheias para termos a certeza do quão bem fazemos determinadas tarefas ou mesmo da nossa beleza. O elogio é apenas a confirmação de que estamos no caminho certo ou um gesto de carinho que podemos agradecer e continuar a vida.

Já pensou que legal pegar todos os elogios recebidos e guardar em um local especial dentro de nós? Acumular elogios em papéis e depois ler tudo no final do ano ou em algum momento de tristeza? AGRADEÇA! Mas agradeça de coração e entenda que você é capaz de muito mais do que imagina! Os elogios existem para serem distribuídos e recebidos com afeto, com alegria e amor.

Que tal a partir de agora agradecer os elogios e ficar feliz com as palavras escutadas? Se alguém parou para te rescrever algo bom, ou falar algo que te enalteça, por que se colocar pra baixo? Por que se inferiorizar? Por que simplesmente não falar “Siiim! Meu cabelo está lindo mesmo hoje!”?

Sei muito bem que você pode me falar que isso é coisa de gente metida, que as pessoas interpretariam mal e tantos outros argumentos. Mas aí eu só digo uma coisa: se nós não nos amarmos, quem vai? Mamãe sempre me disse isso e eu levo para a vida. Tente ver de uma forma mais simples ainda: o elogio serve para te empurrar pra frente e te mostrar que está no caminho certo. Apenas aceite e seja feliz!

Beijos

Deixe seu comentário