Naturalmente Bonita

5 Dicas para Cuidar das Suas Plantas

26.out.2020

Você é do time que, nessa quarentena, encheu a casa de plantas e praticamente a transformou em uma floresta? Eu sou. Nunca pensei em ter uma casa lotada de plantas, sempre botava a culpa na vida corrida. Com a quarentena esse cenário mudou e eu passei a me interessar mais.

Já tinha uma, que está comigo há anos, daí fui para outra e quando eu contei, tinha mais de 10 vasos de diferentes tamanhos espalhados pela casa. Comecei a procurar dicas em fóruns da internet e assistir workshops de como cuidar de plantas. Sim, virei a pessoa que nunca imaginava. rsrs

Existe toda uma teoria que cuidar de plantas é um processo terapêutico. Não só pelo contato com a natureza, mas o processo de cuidar delas pode ser bem relaxante. Eu particularmente adoro prestar atenção e ver as novas folhas nascendo, fico fascinada mesmo. 

Então hoje, quis dividir algumas dicas de cuidados básicos com plantas que fui aprendendo ao longo desses meses. São dicas para iniciantes mesmo, mas quero ouvir de quem tem mais experiência!

1 – A melhor forma de descobrir quando uma planta precisa de água é sentindo a terra:

A primeira vez que tentei cuidar de uma planta, eu achava que tinha que regar sempre em um dia certo, e confesso que isso me estressava um pouco porque parecia que eu tinha um compromisso inadiável. Aí, cada planta tendo uma necessidade, eu ficava meio doida com essa agenda. E me sentindo culpada caso eu esquecesse! hahaha Até que descobri que eu posso ver se as plantas precisam de água simplesmente enfiando o dedo na terra. Enfio a metade do dedo na terra, e caso ela esteja seca, eu sei que é a hora de regar. 

2 – Quanto de água a minha planta precisa?

Até eu me interessar e buscar mais informação, eu não tinha a mínima ideia de quanta água minha planta precisava. Eu enchia uma garrafinha e tentava deixar o solo todo molhado e só. Até que aprendi que o ideal é escolher uma planta que esteja em um vaso com buracos no fundo, para que tenha uma boa drenagem da água. E na hora de regar, é ir molhando a terra até que algumas gotas comecem a pingar do fundo do vaso.

Quando isso acontecer, é só esperar parar de pingar e botar novamente no lugar. Existem opções de drenagens já dentro do vaso, com argila no fundo, pedras ou até mesmo carvão, mas eu não curto porque eu não consigo ver a quantidade certa de água que estou colocando, e isso pode fazer com que eu bote mais ou menos água que o necessário. 

3 – Como identificar as minhas plantas?

Recentemente descobri um aplicativo que amei chamado Picture This. Você fotografa a planta e ele reconhece qual a espécie, te dá uma ficha completa de cuidados e até mesmo consegue identificar se a sua planta está com algum problema (como manchas, necroses ou até mesmo murchas ou secas) e te oferece soluções para salvá-la. 

4 – As plantas mais fáceis de cuidar, para quem está começando mesmo:

Se você quer ter uma planta na sua casa, mas está com um pouco de medo de começar, tem 3 que eu indico de olhos fechados, afinal, são fáceis de cuidar e ficam lindas:

– Suculentas – são bonitinhas e super fáceis de cuidar, podem ficar semanas sem água e gostam de lugares ensolarados e secos. 
– Espadas de São Jorge – são resistentes e têm fama de serem plantas que filtram energias ruins. Além disso, elas purificam o ar e ainda produzem oxigênio à noite, o que faz com que seja uma planta ótima para se ter no quarto, por exemplo.
– Zamioculcas: considerada uma das melhores plantas para se ter em ambientes internos, elas são muito fáceis de cuidar e não precisam de regas frequentes. É bom para quem não tem muito tempo disponível mas quer ter lugares verdes pela casa. 🙂

5 – Sua planta está super seca e parece não estar respondendo às regas?

Então pega essa dica de ouro para usar apenas em momentos críticos: se sua planta está em um vaso com furo embaixo, encha um recipiente com água e coloque o pote com a planta por cerca de 30 minutos ali. Assim, as raizes vão absorver a água por baixo e a planta vai reviver das cinzas. É bem milagroso, mas como disse, é apenas para momentos críticos! 

Bem, essas foram as minhas dicas e espero que vocês tenham gostado! Se quiserem saber mais sobre plantas de alguém com mais experiência, encham a Luciellen Assis – a outra embaixadora digital de Bio – porque ela é a rainha das plantas!

E aí? Quais são as suas dicas? 

Um beijo!

Carla Paredes

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, sempre...

Cronograma Capilar Fácil da Bio Extratus

16.set.2020

Eu sou muito fã de cronograma capilar. Desde que descobri essa técnica, eu tento sempre fazer pelo menos umas 4 vezes ao ano, quando sinto que meu cabelo tá precisando de um cuidado extra. Sei que as pessoas tem várias dúvidas sobre, mas hoje vim aqui mostrar que não tem nenhum bicho de 7 cabeças. Cronograma capilar fácil existe, e vou contar aqui!

A pergunta que vejo mais gente fazendo é: como saber qual etapa que meu cabelo está precisando?

Existem três jeitos de fazer isso: olhando e tocando no seu cabelo, fazendo um teste simples de porosidade ou seguindo as tabelas de cronograma para cada tipo de cabelo.

OLHANDO:

Seu cabelo está sem brilho e ressecado? Hidratação é o que ele tá precisando. Se seu cabelo está poroso e com frizz, nutrição é a etapa da vez. Se ele está frágil e quebrando com facilidade (principalmente se você fez alguma química nele), se joga na reconstrução. 

TESTE DE POROSIDADE:

Caso você não esteja conseguindo identificar essas diferenças, existe um teste de porosidade muito simples e fácil de fazer: bote um fio de cabelo da raiz (com o bulbo) em um copo com água e mexa. E salve a imagem abaixo para te ajudar a identificar:

SEGUINDO A TABELA:

Se prestar atenção nas necessidades do fio ou repetir o teste do copo várias vezes não é a sua praia, é só seguir as tabelas já prontas. Existem modelos para cabelos muito danificados, pouco danificados e até mesmo para cabelos saudáveis (o que eu particularmente não acho que é preciso). Vou repetir a tabela que a Andreza Goulart fez nesse post sobre cronograma para quem quer focar em crescimento.

 

Agora que você já entendeu como identificar as necessidades do seu fio, vamos deixar o cronograma capilar fácil, mais fácil ainda.

Geralmente o cronograma capilar é feito com 3 máscaras diferentes, cada uma com a sua função. Mas o kit cronograma capilar deixa essa tarefa ainda mais fácil. 

Ele é composto de 3 frascos com ativos concentrados para cada etapa. É só pingar 10 a 12 gotas de cada um na sua máscara de preferência, misturar, deixar agir e depois retirar.

Cronograma capilar fácil, é isso! rs 

Dica para quem tem o cabelo mais oleoso: quando os danos não estão tão intensos, eu prefiro sempre usar uma máscara mais levinha, como as da linha Jaborandi, Neutro ou até mesmo a Botica Cachos. Quando os danos estavam muito intensos (assim que descolori), eu usei uma máscara com peso molecular maior, no caso, a da linha Pós-Química. 

Eu sou muito fã desse kit, e com 1 semana de cronograma a mudança já é visível e sensível. Se você ainda não experimentou, eu acho que é um jeito de cronograma capilar fácil e prático, sem erros.

Cada frasco rende mais ou menos 20 aplicações. Eu faço um mês direto de cronograma e só repito novamente depois de uns 2 a 3 meses, então os frascos duram quase um ano inteiro comigo. 

Se você quer garantir esse kit, ele está disponível na loja online da Bio Extratus! Vale a pena conferir também os Kits de máscaras que já são focados para o seu tipo de cabelo!

Carla Paredes

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, sempre...

Cronograma capilar para cabelos descoloridos

10.ago.2020

O cronograma capilar é um dos melhores tratamentos que podemos fazer com cabelos que foram descoloridos. E eu sou a prova viva disso!

Em 2019 deixei de ser ruiva (eu usava a cor 9.1 da Bio Extratus Color com OX de 30 volumes) para voltar para o loiro. E fiz isso da maneira mais radical possível: descolorindo os fios. Mesmo com todos os cuidados, meu cabelo, que é bem fino, sofreu. 

No mês seguinte da descoloração, eu me dediquei a seguir o cronograma capilar. Você sabe o que é isso?

cabelo na primeira lavagem pós descoloração e 2 semanas depois de começar o cronograma

O cronograma capilar é uma rotina de cuidados para os cabelos para ajudar a repor todos os nutrientes necessários que foram perdidos em algum processo que causou danos. 

O cronograma capilar se divide em 3 etapas, que se alternam por 4 semanas:

hidratação: irá repor a água perdida e ajudará a trazer novamente a textura sedosa e macia. É uma das etapas mais importantes.

– nutrição: vai repor os lipídios, tirando o aspecto ressecado e devolvendo a flexibilidade e o brilho dos fios. 

 – reconstrução: irá repor as proteínas e restaurar a fibra capilar. É a etapa mais importante para quem descoloriu os fios. É nessa fase que o cabelo ganhará força. 

Como é o cronograma capilar para cabelos descoloridos?

O ideal é seguir os passos para cabelos com danos intensos. A diferença entre essa tabela para a de danos moderados é que ela vai contar com 2 etapas de restauração. Eu disse que essa etapa era muito importante para quem descoloriu os cabelos! 😉

Quais as melhores máscaras para cabelos descoloridos usarem em cada etapa?

Hidratação: Botica Camomila ou linha Neutro.

Nutrição: linha Tutano, Pós Química ou Umectante.

Reconstrução: linha Shitake Plus, Spécialiste Resgate, Blond BioReflex (ela também é desamareladora, perfeito para loiras que gostam do loiro mais platinado), Força com Pimenta, Queravit, Pós-Coloração ou Botica Algas Marinhas

Se você tem medo de se confundir com as etapas e produtos, também pode usar o Kit Cronograma Capilar da Bio Extratus com a sua máscara preferida. Ele vem com 3 frascos para cada etapa, e é só você pingar 12 gotas de cada frasco, de acordo com os dias do seu cronograma. Para mim é a forma mais fácil e prática de fazer o cronograma!

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Bio Extratus (@bioextratus) em

Se você nunca experimentou fazer cronograma capilar para salvar seus cabelos, experimenta por um mês e depois vem aqui me contar se não sentiu uma diferença gritante!

Carla Paredes

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, sempre...

Finalização para Diferentes Tipos de Cabelos

24.jul.2020

Finalização de cabelos é um assunto que pode render uma eternidade de variações, e inúmeras dicas! Não importa qual o seu tipo de cabelo, você pode ter certeza vai achar uma tonelada de opções de finalizações, com os mais diferentes tipos de produtos. 

Pedi para algumas embaixadoras de Bio Extratus para compartilharem com a gente as suas melhores dicas de finalização. Senta aí, pega um cafézinho (ou aquele drink preferido) e espero que vocês gostem das dicas super completas que elas (e eu também apareci no meio) deram. 

Finalização para Diferentes Tipos de Cabelos Embaixadoras Bio Extratus

Carla Paredes – finalização para cabelo ondulado com descoloração

Meu cabelo é um ondulado com personalidade própria (e cada dia tá de um jeito dependendo do jeito que eu durmo, do vento que bate, da quantidade de vezes que eu passo a mão nele, etc), e isso me dá diferentes oportunidades de finalizações. Vou dividir algumas que eu gosto.

Se eu quero secar com o secador, gosto muito de usar o finalizador Shitake com termoproteção ou o finalizador Pós Química. Ambos protegem os fios do calor do secador, mas eu costumo usar o finalizador Shitake quando seco com escova, pois ele deixa os fios bem alinhados. Já o Pós Química é ótimo para secar com as mãos, por ele ter um peso bem adequado para o meu tipo de cabelo, deixa as ondas bem definidas e alinhadas. Não importa qual deles eu use ou quase técnica de secagem eu faça, o processo é o mesmo: depois do banho, quando meu cabelo está úmido quase seco, eu boto um pouco de finalizador na mão e espalho da altura das orelhas até as pontas.

Outra finalização que eu amo é com a gelatina da linha Botica Cachos, e costumo usá-la quando quero o cabelo com uma definição melhor e mais natural. Ela tem uma fixação leve mas eficiente para segurar os cachos. Uso quando o cabelo está quase seco, passo o produto na mão e vou amassando, sempre debaixo para cima. 

Ana Luiza Palhares – finalização para cabelo liso e com descoloração

Para mim, o melhor finalizador da Bio Extratus nesse momento é o Resgate. Ele é um bom finalizador porque trata bem o fio e repõe a massa que a gente perde com a descoloração.

Geralmente eu aplico assim que saio do banho. Tiro o excesso de água com uma toalha, separo o cabelo no meio, aplico o finalizador e penteio com a escova Michel Mercier. Muitas vezes deixo ele secar naturalmente e já tenho um resultado legal, mas com secador e babyliss também tenho um resultado pleníssimo.

Maraisa Fidelis – finalização para cabelo crespo com descoloração

Gosto de fazer fitagem com o finalizador Botica Cachos. Com o cabelo quase seco, começo pela parte de traz e faço essa fitagem, penteando o cabelo com os dedos para estimular os cachos no fio. Depois seco com secador e difusor e com o cabelo seco, passo óleo de argan e cártamo.

Outras linhas que amo usar para finalizar os cabelos, em ordem de preferência: Linha Umectante, Spécialiste Resgate e Cachos e Crespos

Joana Cannabrava – finalização para cabelo alisado quimicamente

Se eu quero uma finalização natural, deixando os fios secarem naturalmente, eu gosto de usar o creme de silicone com tutano. Para mim, ele é o melhor para situações de praia/piscina e o melhor para trazer uma secagem com mais movimento. 

Quando eu quero secar com secador e deixá-lo mais liso e com brilho, eu gosto do Spécialiste Resgate porque ele atende muito bem as necessidades do meu cabelo. Como ele tem um peso ideal para o meu cabelo, as pontas ficam mais definidas e o cabelo em geral com menos frizz. Gosto de usá-lo sempre antes de secadores ou chapinhas para cuidar do fio. 

Nathalia Ferreira – finalização para cabelo liso com coloração

Na hora da finalização, não abro mão de usar o óleo de argan e cártamo da Bio Extratus. Aplico sempre pela manhã e antes de dormir, focando nas pontas que, geralmente, é a região mais ressecada dos fios danificados.

Com ele, consigo promover movimentos e brilho em todo o comprimento dos fios. É realmente incrível o arremate final que esse produto proporciona, principalmente, para quem busca mais saúde aos fios que passaram por processos químicos, como descoloração total, que foi o meu caso quando mudei para o vermelho.

Mantendo um ritual de cuidados na rotina cotidiana, é super possível ter um cabelo colorido sempre em dia e com aspecto saudável. Essa é minha dica, óleo de Argan e cártamo todos os dias.

Joicy Eleini – finalização para cabelo crespo e livre de químicas

Gosto muito de duas finalizações, que uso muito! Uma delas é a finalização blowout, usando secador e deixando o cabelo sem definição. Gosto dela porque meu cabelo não tem definição por si só. Mesmo quando eu estimulo a definição, ela não dura muito tempo, então não sou muito apegada. 

A finalização de blowout faz com que o comprimento do meu cabelo apareça mais, porque ele não encolhe muito, então eu consigo ver o tamanho aproximado do meu fio. Para esse tipo de finalização eu costumo usar o finalizador da linha Cachos e Crespos, porque acho ele encorpado e meu cabelo fica bem estruturado. Eu deixo o finalizador absorvendo por meia hora, no mínimo, e com o secador eu vou puxando as mechas com a mão. Essa finalização é muito boa para o day after, porque consigo revitalizar meu cabelo com facilidade. Depois dessa finalização, eu costumo usar o óleo de argan e cártamo no comprimento e pontas para dar brilho. 

A segunda finalização é mais simples e funciona como uma fitagem. Não faço uma fitagem estruturada porque, como falei, meu objetivo não é definição. Passo o creme no cabelo solto – geralmente o creme de silicone com tutano – até sentir que todo o cabelo está coberto por creme.  Como ele é leve na consistência, não pesa no meu cabelo e por ser altamente nutritivo, ele atende minhas demandas. Depois disso, eu uso a gelatina da linha Botica Cachos, fazendo uma espécie de fitagem nas mechas mais aparentes e deixo o cabelo secar naturalmente. Caso a raiz continue úmida, eu uso o secador para estimular mais o volume e deixá-lo soltinho.

Quer saber mais sobre finalizações? Então vem assistir essa live que rolou no insta da Bio Extratus com muitas dicas mais! 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Bio Extratus (@bioextratus) em

Carla Paredes

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, sempre...

Produtos Bio Extratus que Você Precisa no Inverno

19.jun.2020

Nem parece, mas o inverno chega esse mês. E com a estação mudando, em muitos lugares do Brasil nossa pele e nossos cabelos costumam apresentar necessidades específicas para essa época do ano. 

O clima fica mais seco, os banhos mais quentes, secamos mais o nosso cabelo com secador, etc. Nosso corpo acaba respondendo à todos esses fatores externos e o que podemos fazer para diminuir os danos, é prestar atenção e tratar dessas áreas com cuidado e atenção.

Pensando nisso, resolvi fazer uma lista de produtos da Bio Extratus que podem ser seus maiores aliados no inverno! 

1 – Botica Propomel

Quem não fica com lábios ressecados e rachados no inverno? Cotovelos e solas dos pés também costumam sofrer mais nessa época do ano. Por isso, não poderia deixar a pomada Propomel de fora dessa lista. 

A combinação da hidratação do mel silvestre com os efeitos cicatrizantes da própolis faz com que esse produto seja multifuncional e perfeito para usar em áreas específicas. Não é preciso muito produto para espalhar bem, então, não ache que a embalagem pequena não vai render. Na verdade, o tamanho da embalagem faz com que ela seja maravilhosa para levar para tudo quanto é canto e aplicar o produto sempre que necessário.

O resultado são áreas hidratadas e cicatrizadas de forma eficiente. Se for para escolher só um aliado de inverno, eu iria sem dúvidas na Propomel

2 – Creme Hidratante Corporal Botica Lavanda

Não tem como falar de inverno e não falar de creme hidratante, né?  

A linha Botica Lavanda combina as propriedades da Oliva (que hidrata), da Lavanda (relaxante) e do Hydromanil, um hidratante que mantém a umidade natural da pele, com ação imediata e duradoura.  Então, pode esperar uma pele macia, cheirosa e hidratada por bastante tempo. 

Se você é adepta de uma rotina de creme depois do banho, não tem como ficar sem esse. E caso você esteja sentindo uma necessidade de hidratação mais intensa, a linha Botica Lavanda conta também com a manteiga corporal. 

3 – Doses de 60 segundos

Eu não sei vocês, mas no inverno eu fico com menos vontade de fazer o ritual dos banhos de creme. Só de pensar em esperar os minutos para o produto agir e depois voltar para o banho me dá calafrios. Então, todo inverno eu acabo usando muito mais as doses de 60 segundos.

Elas, que na verdade potencializam os banhos de creme de suas próprias linhas (isso é, quando você usa a dose + o banho de creme da mesma linha o resultado é muito mais incrível), mas também podem ser usadas isoladamente. Minhas preferidas são a manteiga de abacate, a dose Resgate e a dose Queravit

4 – Kit Anticaspa e Antiqueda

A caspa pode acontecer por inúmeros fatores. Stress, genética, consumo de alimentos gordurosos… Mas o inverno também pode ser responsável pelo aparecimento dela. É inegável que a água quente, apesar de deliciosa para o corpo, não é muito amiga dos cabelos. Ela resseca o couro cabeludo que, por sua vez, passa a produzir mais sebo, elevando a oleosidade. Quando a temperatura fica mais baixa, também é comum espaçar mais a lavagem dos cabelos, o que faz com a oleosidade fique concentrada por mais tempo. Por isso tudo, não é de surpreender que o aparecimento da caspa se dê mais nessa estação do ano. 

foto: @heynicolev

A combinação do shampoo + loção é imbatível para quem sofre com essa questão. Com ativos como cevada (que hidrata e condiciona), a nogueira (antiseborréica), hortelã (ativa a circulação) e a fórmula exclusiva Hi-Green (que trata a caspa e a queda), esses dois produtos são grandes aliados. 

E você? Tem algum preferido para o inverno?

Carla Paredes

Carioca morando em Nova York, mãe do Arthur e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de moda, beleza e autoestima, sempre...

Carregar Mais