Naturalmente Bonita

Movimento Setembro Verde incentiva a comer mais frutas e vegetais

12.set.2018

Você come frutas e vegetais diariamente? Se sim, será que consome o suficiente? A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que devemos ingerir no mínimo 400g de frutas e hortaliças por dia. No entanto, o consumo médio no Brasil é de 145g por dia, muito abaixo das recomendações.

Nesse cenário, com o objetivo de desenvolver ações para incentivar o consumo de frutas e de vegetais, foi criado o Movimento Setembro Verde. A ideia da campanha é conscientizar mais pessoas sobre a necessidade de adotar hábitos alimentares mais saudáveis.  

Mas o que isso tem a ver com beleza, Nanda Cury?

A beleza é um reflexo externo de como tratamos o nosso corpo por dentro. Uma alimentação adequada reflete em mais hidratação para a pele e um cabelo mais saudável, por exemplo. Isso quer dizer que os cosméticos que usamos apenas complementam o nosso autocuidado.  

Listei algumas dicas para quem quer se desafiar a comer mais frutas e vegetais, a partir de agora:

Coma frutas no café da manhã

Elas são os alimentos ideais para o desjejum, pois são ricas em água, vitaminas e fibras, além disso, fornecem energia rapidamente.

.

Descasque mais, desembale menos

As frutas já vêm naturalmente embaladas, portanto, são o melhor lanche para carregar na bolsa ou na mochila.

.

Faça compras semanais em feiras livres, quitandas e hortifrutis.

Assim você mantém o foco em comprar alimentos in natura (lembre de levar a sua sacola reutilizável na bolsa).

.

Troque o refrigerante por água saborizada com pedaços de frutas

É só picar suas frutas favoritas dentro de uma jarra com água e guardar na geladeira.

.

Inclua saladas nas refeições

Cultive o hábito de comer saladas com folhas frescas e vegetais crus. Seja como acompanhamento ou como prato principal, comer mais folhas e vegetais é necessário para uma boa digestão e para absorver nutrientes essenciais desses alimentos. Capriche na escolha dos ingredientes, misture frutas e folhas e delicie-se!

.

Experimente trocar uma refeição de comida cozida por uma enorme salada de frutas

.

Considere a alimentação vegana

Está provado que a alimentação vegana, baseada em alimentos integrais como frutas e hortaliças, fornece todos os nutrientes que precisamos, além de preservar a vida dos animais e o meio ambiente. Se quer melhorar os seus hábitos alimentares, procure incluir o máximo de frutas e de hortaliças que puder. E, se precisar de ajuda, procure um médico ou nutricionista para orientar a sua transição alimentar.

.

Compartilhe as suas conquistas

Que tal usar as redes sociais para celebrar cada vitória e ainda inspirar mais pessoas a fazerem o mesmo? As fotos das frutas e das saladas são supercoloridas e chamam bastante atenção. Compartilhe os seus novos hábitos nas redes sociais com a hashtag #movimentosetembroverde e marque @nandacuryx  no Instagram.

.

Vamos comer melhor? A ideia é começar em setembro, mas pode continuar a para a vida toda.

Criou o Blog das Cabeludas, Crespas e Cacheadas em 2008 e é uma das idealizadoras da Marcha do Orgulho Crespo Brasil (2015). Ambas iniciativas tem objetivo de empoderar mulheres a aceitarem seu cabelo natural. É bacharel em Relações Internacionais, Vegana e especialista em Marketing Digital.

Nanda Cury

Criou o Blog das Cabeludas, Crespas e Cacheadas em 2008 e é uma das idealizadoras da Marcha do Orgulho Crespo Brasil (2015). Ambas iniciativas tem objetivo de empoderar mulheres a aceitarem seu...

Tapioca ou crepioca? Qual a melhor opção?

18.jun.2018

Muito se fala sobre o consumo da tapioca em substituição aos pães, quando o assunto é perda de peso. Porém, o que muita gente não sabe é que a tapioca tem um índice glicêmico alto (praticamente similar ao açúcar), quase não tem fibras e pode comprometer um programa de perda de peso se não for usada corretamente.

Quando queremos perder peso, o mais recomendado é usarmos alimentos de baixo índice glicêmico. Nesse caso, uma alternativa interessante seria, por exemplo, a crepioca (1 colher de sopa de goma de tapioca + 1 ovo + 1 colher de sopa de cottage). Se você colocar um pouco de linhaça ou chia (gorduras do bem), melhor ainda!

 

Adicionando proteínas e gorduras boas, conseguimos reduzir o índice glicêmico da preparação, reduzindo picos de insulina que podem aumentar as chances de você acumular gordura.

O importante é adequar o seu plano alimentar e fazer isso de forma orientada, sem que você deixe de comer as coisas que gosta. Lembre-se que o impacto que o alimento tem no seu organismo faz toda a diferença para que você consiga alcançar seus objetivos.

Portanto, na grande maioria dos casos (porque em dieta tudo depende!) a crepioca costuma ser uma melhor opção para aquelas pessoas que buscam reduzir o peso corporal.

 

Consulte sempre seu nutricionista!

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Como poupar a proteína ingerida?

18.maio.2018

Seja com o objetivo de ganho de massa muscular, seja para um melhor aproveitamento do organismo devido a uma condição clínica específica, seja pelo que for: muitas pessoas querem saber como não desperdiçar a proteína que ingerem.

A proteína é um nutriente nobre; assim, o ideal é utilizá-la para funções igualmente importantes, como a construção de hormônios e a manutenção da massa muscular.

 

 

No entanto, ao ingerir menos proteínas do que o necessário, ela é destruída e transformada em carboidrato e gordura. Isso ocorre porque o cérebro não pode ficar sem carboidrato (glicose), que é seu combustível principal. Na falta dele, o organismo recorre à proteína muscular como fonte energética.

Portanto, se você quiser poupar a proteína que ingere, é fundamental comer alimentos que contenham bons carboidratos, de forma geral, nas três principais refeições do dia.

A forma de escolher esses carboidratos e a distribuição adequada deles no seu plano alimentar deverá ser feita sempre pelo nutricionista, que é o profissional mais adequado para lhe ajudar.

Fique atento!

 

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Exercícios de alta intensidade X perda de peso

3.ago.2016
Foi-se o tempo onde era necessário passar horas na academia para conseguir perder peso. Nos dias de hoje, muita gente não tem tempo disponível e nem disposição depois de um dia exaustivo de trabalho. Quem nunca (ou até hoje) ficou uma hora e meia na esteira e depois foi fazer aula de dança, spinning e nada do ponteiro da balança descer?
Estudos mostram que exercícios de alta intensidade e num intervalo de tempo mais curso são bem mais eficazes. Explico:
Inegavelmente, existe uma relação direta entre a prática de exercícios físicos e o controle da ingesta alimentar no metabolismo de lipídios. Tal controle não se reflete apenas em adaptações metabólicas e fisiológicas, mas também em diversas adaptações em nível molecular.
Tais adaptações incluem o aumento e/ou diminuição na expressão de diversos genes, sinalizadores e fatores de transcrição que modulam direta ou indiretamente proteínas responsáveis pelo controle do transporte, armazenamento e oxidação de ácidos graxos (gorduras).
Estudos mostram que o treinamento físico é uma estratégia fundamental no processo deemagrecimento, visto que o mesmo estimula a oxidação de ácidos graxos e sua posterior utilização pelo músculo esquelético. A intensidade do exercício está diretamente relacionada a essa oxidação, ou seja, quanto maior a intensidade maior a oxidação de ácidos graxos.
A mitocôndria é uma organela fundamental no processo de emagrecimento nela ocorrem a β-oxidação e ciclo de Krebs. O exercício de alta intensidade estimula fatores de transcrição que atuam na biogênese mitocondrial (aumento no tamanho e número de mitocôndrias). Com o aumento da quantidade de mitocôndrias a oxidação de ácidos graxos é mais estimulada, o que otimizaria o gasto de lipídios e consequentemente promoveria o emagrecimento com mais eficiência.
O exercício físico realizado em alta intensidade quando comparado ao de intensidade moderada provoca um maior estimulo em fatores de transcrição que são fundamentais no processo de oxidação de ácidos graxos.
Diante disso podemos afirmar que o exercício de alta intensidade pode ser uma estratégia eficaz para o processo de oxidação de lipídios e consequente promoção de emagrecimento.
0fb788_banner_treino_alta_intensidade.jpg_960x400_c_

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Meu cabelo vai cair após fazer a cirurgia bariátrica?

6.jul.2016
Uma das maiores queixas dos pacientes que vão operar é se o cabelo realmente vai cair demais. Mas, a grande maioria deles não sabem porque isso acontece. Então vamos esclarecer algumas dúvidas….
Estar acima do peso não significa estar bem nutrido. A grande maioria dos pacientes indicados para realizar a cirurgia já tem deficiências nutricionais prévias e que devem ser tratadas ANTES da cirurgia.
Os maiores responsáveis pela queda de cabelo pós cirurgia são: perda rápida de peso, deficiência de proteínas, de zinco e de ácidos graxos essenciais. Portanto, alimentar-se corretamente previne – e muito! –  que isso aconteça.
Acrescentar alimentos fontes desses nutrientes em sua alimentação diária é de grande valia na melhora do estado nutricional como um todo, prevenindo a queda de cabelo e inúmeras outras deficiências nutricionais que ocorrem com uma alimentação inadequada após a cirurgia.
Seu nutricionista é profissional responsável por adequar sua dieta e lhe ajudar a comer corretamente, mesmo que em volumes pequenos. Não deixe de comparecer às consultas, sua saúde é muito importante!
cabelo-queda-de-cabelo

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Carregar Mais