Naturalmente Bonita

Os Benefícios da Pimenta na Nossa Saúde

18.out.2021

A pimenta é uma planta, fruto ou semente popularmente conhecida e utilizada na culinária mundial, pode ser ardida, ou picante, utilizada tanto em receitas salgadas como em doces, mas ela é muito mais que isso, é cheia de benefícios e pode ser nossa aliada na saude e no combate ao envelhecimento. 

A maioria dos pratos típicos brasileiros conta com a pimenta, principalmente os provenientes do nosso nordeste, o Brasil conta com uma variedade tão grande de pimentas que seria impossível lista-las de uma só vez, o que muita gente não sabe sobre elas é que podem ser aliadas da nossa saúde, e hoje em dia também pode ser encontrada em produtos também fora da cozinha. 

Os benefícios da pimenta para a nossa saúde são diversos. Rica em nutrientes que são essenciais para o funcionamento do nosso corpo, ela é fonte de vitamina C, que atua melhorando o funcionamento do sistema imunológico, vitamina E, e até vitamina A, K, além do complexo B e de niacina e flavonoides. 

As pimentas contêm uma substância chamada de capsaicina, que é a causadora da ardencia presente nelas, essa substância tem varias ações no nosso organismo, entre elas, a antioxidante, que preveni o envelhecimento precoce, doenças cardíacas (até mesmo protege contra o AVC, doenças como Alzheimer e Parkinson, e diminuir a formação de coágulos sanguineos), diabetes do tipo 2 e até mesmo alguns tipos de câncer. 

A capsaicina também atua fornecendo um efeito anti-inflamatório no nosso organismo, além disso ela tua combatendo dores de cabeça, mucosite oral, alergias cutâneas e tumores de pele e cancer de prostata (prevenir a produção e induzir a apoptose (morte celular programada). E tem mais, ela aumenta as taxas de insulina e reduz o nível de glicose no sangue. Sem defeitos né? 

Tá, falar é fácil, mas como eu vou conseguir usar esses benefícios na minha vida? 

Na alimentação 

Vamos começar falando para ter cuidado com os excessos, a pimenta ingerida em excesso pode irritar as mucosas do estômago e gerar mal-estar, podendo acarretar complicações gástricas. Em caso de gastrites ou úlceras a atenção e o cuidado deve ser maior ainda, pois nesses casos o ideal é conversar com seu medico para entender a dose e o tipo de pimenta certo para que você consiga consumir sem que sua saude seja prejudicada. 

Na nossa alimentação ela pode vir em saladas, molhos, frutos do mar, carnes em geral, e em algumas receitas de sobremesas (recomendo muito o pudim de chocolate branco com pimenta, é perfeito juro). Para usá-la nesses pratos, pode ser adaptada conforme seu gosto, sempre com cautela aos excessos. Ela pode ser colocada fresca, desidratada, em conserva, moída e líquida como ingrediente daquele prato saboroso. 

Nos cabelos 

Sabe a capsaicina? em cosméticos para o cabelo ela ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo do couro cabeludo e dos folículos capilares, levando mais oxigênio nessa região e acelerando seu crescimento. O ideal é procurar produtos que tenham ela em sua formulação, e nunca passar pimenta pura no couro cabeludo viu? 

Minha super dica é a nossa Linha Força, focada justamente no crescimento saudável dos fios, ela conta com a pimenta associada a uma tecnologia exclusiva da bioextratus chamada BIOXYL que também atua aumentando a vascularização do couro cabeludo. Perfeito né? 

Gostou de entender um pouco mais sobre as pimentas? Se quiser ver outros conteúdos que escrevi relacionados a saude, nutrição e bem estar é só clicar aqui.

Samar Assal

Samar Assal, mas pode ser só Sah, goiana, filha de libanes, nutricionista. Ama gatinhos, viagens, bolo e cabelo ruivo.

Como nos cuidarmos durante os meses de baixa umidade?

23.ago.2021

Nessa época do ano a umidade acaba caindo bastante na maior parte do pais, além de ser possível ver queimadas por ai, o nosso corpo acaba sofrendo com esse momento também, seja relacionado a nossa saúde física, ou até mesmo a saúde de nossos fios de cabelo, e pele. Hoje vou deixar algumas dicas de como passar por esse período do ano. 

Vivemos em um país tropical, que costuma ser quente a maior parte do ano, mas isso nunca foi um problema para os brasileiros, o problema é quando chegamos em agosto e iniciamos a época aonde a umidade acaba caindo bastante, fazendo com que vários problemas desde problemas respiratórios, problemas de pele, cabelo, e algumas doenças podem aparecer. Mas existem algumas maneiras de passarmos por esses meses sem que isso prejudique nossa saúde, então aqui vão algumas dicas: 

Cuidados com a pele 

Algumas dermatites são causadas pelo tempo seco, e baixa umidade, uma maneira de previnir isso é mantendo sua pele sempre muito hidratada, eu indico a botica lavanda, que tem além de ter lavanda (que é meu cheiro favorito do mundo) conta com olivia e hydromanil que juntos promovem uma SUPER hidratação relaxante e revitalizante na pele, aquela sensação de spa, mas em casa.  

Nossos lábios também fazem parte da nossa pele viu? É super importante manter eles hidratados nessa época de baixa umidade, minha dica é usar o propomel tanto nos lábios quanto nos cotovelos e joelhos, que são áreas do nosso corpo naturalmente mais ressecadas.  

Na hora do banho, evite banhos quentes e longos, sei que quanto mais quente e seco está o dia, mais costumamos tomar banhos, e mais longos eles se tornam, mas tanto para evitar o desperdício de agua em um momento de pouca chuva, e também por banhos em excesso poderem sim prejudicar a saúde da nossa pele, pois acabam removendo as barreiras naturais de proteção da nossa pele. E na hora do banho, tente preferir utilizar sabonetes neutros, evite buchas e seque sua pele com cuidado. E use sempre filtro solar.  

Cuidados a saúde 

A parte do nosso corpo que com certeza mais sofre nessa época de baixa umidade é com certeza nossa respiração, mas é possível aliviar um pouco, como utilizando umidificadores de ar, quem não tem o umidificador de casa é deixar uma bacia com agua gelada sempre perto de onde você estiver, assim essa agua vai evaporando e deixando o ambiente um pouco mais fresco.  

Evite o ar condicionado sempre que possível, apesar de voce conseguir suportar melhor a temperatura com ele, ele acaba deixando o ambiente bem mais seco do que o normal, sendo um inimigo nessa época do ano.  

Mantenha as janelas abertas e a casa bem arejada para a entrada de ar externo e sol, principalmente o sol da manhã. Troque as toalhas e roupas de cama com uma maior frequência.  

Para quem pratica atividade física o melhor horário passa a ser 9h ou mais para o fim da tarde, após as 16h, se possível próximo a lagoas e rios, desde que não sejam poluídos. 

Cuidados a alimentação 

 A dica mais importante relacionada a alimentação na baixa umidade: é beba agua, bastante agua, porque nosso corpo acaba perdendo muito mais do que o normal nessa época do ano, e precisamos repor essa agua. E para quem não tem costume de beber agua a minha dica é optar por agua aromatizada com folhas de hortelã, ou frutas, que adicionam um sabor.  

Frutas também vão te ajudar muito, por conter muita agua em sua composição, então tente consumir pelo menos 3 porções de fruta por dia, dando preferencia a frutas que contém mais agua como melancia, melão, pera, abacaxi, laranja, mamão formosa, ameixa. 

  

Se cuidem, e para ler mais dicas escritas por mim clique aqui.

Samar Assal

Samar Assal, mas pode ser só Sah, goiana, filha de libanes, nutricionista. Ama gatinhos, viagens, bolo e cabelo ruivo.

5 Mitos Sobre o Veganismo e Vegetarianismo

28.jul.2021

Voce já deve ter ouvido muita gente falando sobre veganismo e vegetarianismo, mas nem tudo que se fala é verdade, ou exatamente como as pessoas dizem, principalmente relacionado a saúde do nosso corpo, cabelos etc. Hoje vim esclarecer alguns mitos e deixar algumas dicas para você que já é adepto a esse estilo de vida, ou que tem curiosidade sobre isso, afinal o veganismo é muito mais que deixar de comer algo.

Para quem é novo nesse universo existem vários tipos de dietas e estilos de vida que limitam ou retiram completamente o uso de alimentos de origem animal, ou produtos vindo de origem animal, seja cosméticos, roupas que tenham ingredientes vindo de animais, etc. Cada tipo de restrição tem um próprio nome, no caso do veganismo é aquela pessoa que não consome nada de origem animal, de nenhuma forma, e realmente leva isso como um estilo de vida.

O vegetarianismo já é aquela pessoa que restringe esse tipo de restrição apenas na sua alimentação, mas ainda faz uso de produtos vindos de origem animal. Temos também o ovolactovegetariano, que assim como o nome diz consome ovo, leite e derivados, mas já não consome mais carne, o lactovegetariano que só consome leite e derivados, e muitos outros tipos de variações.

Esse tipo de dieta sempre gerou um debate muito grande, e muitas pessoas ainda tem alguns pensamentos que já não podem mais ser considerados verdades, por isso resolvi esclarecer alguns com vocês, eu inclusive antes de me formar com nutricionista tinha muita dessas opiniões.

A alimentação vegetariana faz seu cabelo cair

Esse é com toda certeza um dos mitos que eu mais escutei sobre vegetarianismo, mas é mentira, na verdade o que acontece é que algumas pessoas decidem mudar seu estilo de vida e alimentação sem conversar com um profissional da area antes, fazendo com que você deixe de consumir alguns nutrientes, por não saber conhecer sobre, mas isso também pode acontecer com quem consome carne, não é um problema exclusivo de quem não consome. Pode estar faltando alguma vitamina e como consequência vem a queda de cabelo, mas isso pode ser resolvido. Minha dica é para qualquer mudança nos seus hábitos alimentares procure um profissional da area antes, e também faça uma suplementação dos nutrientes necessários. Eu sempre indico para vocês o suplemento força que tem um mix muito legal de vitaminas e minerais (mas não esquece de conversar com um nutricionista viu?).

Quem é vegetariano tem deficiência de cálcio

Outro mito muito comum que todo mundo já deve ter ouvido sobre quando falamos de vegetarianismo ou veganismo, mas isso também não é necessariamente verdade, o leite de vaca é sim uma das maiores e mais simples fontes de cálcio, mas não é a única, hoje em dia com a popularização dos vegetarianismo e veganismo existem no mercados milhares de leites vegetais suplementados e fortificados com cálcio, e você também pode consumir cálcio através de alguns vegetais como tofu, semente de gergílim, couve, e brócolis entre muitas outras opções.

Os vegetarianos e veganos não consomem proteínas e são mais fracos

Fake News total!!! Existem milhares de outras fontes de proteína que não vem da carne, e uma é bem comum no nosso dia a dia, isso mesmo, ele, o feijão, ta passada? Além do feijão temos no brócolis, no grão-de-bico, na lentilha, na ervilha, nos cogumelos, e na soja. Uma dica de nutri, é sempre consumir duas fontes de proteína vegetal combinadas sempre, assim elas se completam.

Ter uma alimentação vegetariana é muito caro

Pode ser sim, se você é daquele tipo de pessoa que quer consumir somente produtos prontos gourmet, do mesmo jeito que uma alimentação tradicional pode sair cara. Se você levar em consideração o preço da carne hoje em dia, e o preço dos legumes vai ver que na verdade uma alimentação vegetariana pode sair muito mais barata, e mais variada no seu cardápio, afinal existem milhares de tipos de legumes, e de vegetais que podem ser preparados de milhares de maneiras. Tudo é uma questão você conhecer e explorar esse novo universo do vegetarianismo/veganismo.

Vegetarianos tem uma imunidade baixa, e podem desenvolver mais doenças

Na verdade o consumo excessivo de carne é relacionado a várias doenças principalmente de origem cardiovascular. Alguns estudos também já conseguiram relacionar o consumo de carne a doenças como depressão e ansiedade. Com relação a imunidade, se você tiver uma dieta nutricionalmente completa, de preferencia acompanhada por um profissional você pode na verdade ter uma responsa imunológica melhor, por consumir todos os tipos de nutrientes necessários para a saude do seu corpo.

Chega de fake news, se voce tinha algum receio de conhecer esse universo do veganismo melhor pode ir sem medo, mas sempre com ajuda de um profissional, e caso queira ler um pouquinho mais sobre o que eu escrevo aqui no blog naturalmente bonita é só clicar aqui. Beijinhos Científicos.

Samar Assal

Samar Assal, mas pode ser só Sah, goiana, filha de libanes, nutricionista. Ama gatinhos, viagens, bolo e cabelo ruivo.

Beneficios do Coco no Cabelo e no Corpo

23.jun.2021

Nativo brasileiro, o coco é uma fruta muito conhecida por ser aproveitada por completo, rica em gorduras boas, trazendo energia ao nosso organismo, melhorando o trânsito gastro intestinal, fortalecendo o nosso sistema imunológico, mil maravilhas.

O seu consumo e o valor nutritivo vão variar de acordo com a maduração da fruta, quando verde ele é rico em sais minerais, como potássio, sódio, cloro e fósforo fazendo com que a famosa água de coco funcione como uma excelente bebida isotônica para um pós-treino, ou até mesmo para ajudar seu corpo a se recuperar de uma desidratação, como acontece quando estamos com dengue.

Quando consumido como alimento, o coco também ajuda a combater os danos causados pelos radicais livres, devido a presença de algumas vitaminas como o Complexo B e a vitamina C, ajudando a prevenir doenças como Parkinson, Alzheimer, e alguns tipos de câncer.

O coco como alimento

Além de podermos consumir a fruta in natura, seja através de da água ou da polpa hoje existem muitas opções para todos os tipos de gosto, o leite de coco, por exemplo, é conhecido a muitos anos na gastronomi, e é uma opção para vegetarianos ou pessoas com restrições a lactose, hoje em dia já é possível encontrar até leite em pó.

No caso do açúcar de coco, ele não é feito da fruta acredita? Mas sim do coqueiro. O coqueiro solta uma seiva que se cristaliza quando seca, formando um pó de sabor doce, é uma opção um pouco mais saudável para quem quer variar do açúcar tradicional, lembrando que esse açúcar não é ideal para quem é diabético ou contém restrições de açucares na alimentação.

Para quem tem restrições ao glúten temos a farinha de coco, que é feita com o que sobra do bagaço da polpa após a extração do leite, rica em fibras, casando com todo tipo de receita que você imaginar, como bolos, tortas, pães e massas.

No caso do consumo do óleo de coco na alimentação é tudo muito polemico, porque alguns estudos mostraram que não é tão bom assim para frituras, ou o consumir diariamente, oficialmente isso ainda não é uma ciência exata, porque existem muitos estudos em andamento e cada dia encontramos mais informações, fazendo com que alguns profissionais acabem discordando inclusive sobre a sua utilização. Se que se você faz questão de consumir na sua rotina, faça isso com moderação e cuidado, principalmente se você tiver algum problema de saude relacionado a restrições de gorduras, porque ele pode elevar suas gorduras ruins. E se for consumir de preferencia a utiliza-lo em preparações cruas.

Coco como cosmético

Quando falamos sobre usar utilizarmos ele como cosmético, ou em cosméticos, a primeira coisa que vem na cabeça é sempre o famoso óleo de coco certo? Nesse caso o óleo faz jus a sua fama, e ninguém pode discordar, ele pode ser aplicado no cabelo, na pele, unhas enfim, mil e uma utilidades, apesar de ser um óleo nosso corpo o absorve bem, sem deixar aquele aspecto gorduroso sendo utilizado para, tratar e prevenir, estrias, grandes ressecamentos como rachaduras na pele, queimaduras, etc.

undefined

No cabelo ele é um ótimo repositor de nutrientes, através da umectação dos fios, processo conhecido na etapa de nutrição dos fios de cabelo, perfeito para quem faz o cronograma capilar, ou só quer manter o cabelo saudável sem frizz e com muito brilho, você pode utilizar ele direto nos fios de cabelo ou adicionar algumas gotas em suas mascaras de cabelo. Minha dica é o nosso óleo de coco da linha umectante, que é toda feita com coco, com alta emoliência, nutrindo, hidratando e promovendo vida e saude aos fios. Caso você queria conhecer um pouco mais sobre nossa linha umectante clique aqui.

Agora é só aproveitar o coco, seja como alimento ou cosmético. Se você gostou desse conteúdo vem conferir os meus outros clicando aqui.

Samar Assal

Samar Assal, mas pode ser só Sah, goiana, filha de libanes, nutricionista. Ama gatinhos, viagens, bolo e cabelo ruivo.

Os Benefícios do Mel e do Própolis

31.maio.2021

 

O Mel é um produto milenar, que vem acompanhando varias gerações. A sua avó, com certeza te falava sobre alguma receita de algum remédio antiinflamatório com mel na composição, e acredite funciona mesmo! Muitos dos benefícios dele já foram comprovados cientificamente através de pesquisas cientificas, e hoje vou contar um pouco sobre esses benefícios, como isso funciona no nosso corpo e como utilizar esses produtos.

Como o mel é produzido?

O mel é obtido através do néctar das flores e de excreções das abelhas. É uma substância adocicada, de consistência viscosa, recolhido pelas abelhas com a glossa (a língua delas), armazenado na vesícula melífera (conhecido como papo) e digerido pelas enzimas da saliva. Depois que as abelhas recolhem o néctar elas retornam à colmeia e o transferem para o ”papo” de outra abelha, que transfere para outra, que transfere para outra, assim por diante, como um trabalho de equipe mesmo.

A cada passagem o néctar vai sofrendo mais ações enzimáticas e perdendo água da sua composição até que esse néctar se torne o mel, que é depositado em pequenas células de cera, chamadas de alvéolos no interior das colmeias.

Conhecendo o própolis

Própolis é uma palavra de origem grega pró (defesa) + polis (cidade), que provavelmente faz referência à “defesa da cidade” (no caso, colmeia). Ele é obtido também pelas abelhas, mas através das resinas retiradas de secreções de principalmente de árvores, que para se protegerem após uma quebra de galho criam um produto natural conhecida como seiva, com poder bactericida, as abelhas reprocessam essa seiva, misturando ela com a cera, pólen e gorduras.

O própolis é fundamental na higienização do interior da colmeia, assim como na vedação de aberturas externas, eliminação de espaços indesejáveis e, para a renovação constante de película protetora nos favos de postura e depósito de alimentos.

Além disso, já é comprovado por pesquisas científicas que o própolis possui em sua composição inúmeras substâncias que limitam o crescimento de micro-organismos, prevenindo o aparecimento de doenças na colmeia.

Benefícios para a saúde

Como alimento o mel conta com ação antioxidante e prebiótica, estimulando o crescimento e/ou atividade de micro-organismos benéficos no nosso intestino. Por ser rico em carboidratos e açúcar, ele é ótima fonte de energia. Também é fonte de potássio e outros minerais como magnésio e fósforo. Nesse caso o consumo não é adequado para pessoas com dietas com restrições de açucares, como no caso da Diabetes.

No caso do própolis ele é bem conhecido para aliviar dores de garganta, existem alguns estudos da década de 90 que mostraram que o própolis possui substancias que combatem bactérias responsáveis por doenças inflamatórias.

Mel e Própolis em cosméticos

Cosméticos o mel na sua composição fazem maravilhas para a pele, agindo como hidratante natural, ajudando a previnir a pele seca, com propriedades anti bacterianas e anti fúngicas. Também pode ser utilizado para tratamentos de queimaduras e feridas na pele.

Por conter propriedades antioxidantes tanto o mel quanto o própolis também podem ser um aliados no combate ao envelhecimento.

O Propomel

O propomel é nossa pomada dermo ativa hidratante que tem função de suavizar, proteger e age para combater irritações da pele, principalmente pés e lábios. Seus ativos principais são o extrato de própolis e o mel, ideal para quando você tem algum ressecamento na pele e também pode ser utilizada como pós-barba para evitar irritações na pele.

O propomel é um queridinho por todo mundo que usa, porque serve para muitas coisas, sabe quando você queima o dedo com a chapinha de cabelo e não quer deixar formar uma bolha? Minha dica é sempre aplicar um pouco de propomel no lugar algumas vezes ao dia, os resultados são incriveis, vale a pena sempre ter um na bolsa.

Agora que você sabe os benefícios do própolis e do mel não da para deixar de utilizar de alguma maneira no seu dia a dia, espero que tenham gostado da dica. E para mais conteúdos sobre esses assuntos vocês podem clicar AQUI e conferir outros textos que escrevi para vocês.

Samar Assal

Samar Assal, mas pode ser só Sah, goiana, filha de libanes, nutricionista. Ama gatinhos, viagens, bolo e cabelo ruivo.

Carregar Mais