Ahhh as mães… naturalmente inspiradoras!

Há um ano eu escrevia o post de Dia das Mães para o Naturalmente Bonita. Quando fiquei com a responsabilidade de escrever novamente, em 2018, na hora aceitei. Que honra! Falar sobre mãe é algo que mexe demais comigo porque tenho uma relação muito próxima com a minha. É a mulher que admiro, que me inspira, que me orgulha e ainda por cima minha melhor amiga. <3

Faz tempo soube que Dia das Mães só perde em vendas para o Natal e não é para menos! (Ainda acho que deveria vender mais que no Natal hahaha) Pensar em homenagear de alguma forma, por mais simples que seja, aquela figura que te criou com tanto carinho e amor, que se doou por e para você, que não mede esforços para te ver crescer e voar longe é uma forma de agradecer toda essa trajetória.

Percebam que neste momento eu não foquei na figura feminina com mais ou menos 30 anos a mais que você. Nem sempre mãe é aquela de comercial de margarina. Pode ser sua avó, seu tio, irmã mais velha, seu pai… Mãe é quem cria! Quem oferece o amor incondicional que deixa marcas para o resto de nossas vidas.

Penso que, quando for mãe, quero ser ao menos um décimo do que minha mãe é. Uma mulher forte, elegante, inteligente, carinhosa, vaidosa, coerente, divertida e linda. Sou uma aquariana que não se apega tanto assim às datas. Por que né? Aquário tende a ser da pá virada e não seguir regras ou convenções sociais. Mas mamãe significa tanto pra mim que eu tenho imenso prazer e satisfação em poder escrever para ela.

Tento ser cada dia melhor, ainda deslizo diversas vezes e me arrependo piamente depois. Quando aumento a voz sem necessidade, quando não respondo algo ou ainda quando perco a paciência. “MARAISA TÁ LOUCA?” Sim! Totalmente louca. Porque o mundo gira e lá atrás quando eu não sabia nada da vida foi mamãe quem me ensinou pacientemente, quem me respondeu (e ainda responde) as trocentas perguntas que faço por dia, quem fala no tom mais sereno possível em todos os momentos (mesmo dando bronca).

Peço desculpas, mãe! Peço desculpas não pela data, mas por olhar amplamente o significado de ser mãe. Por entender de maneira macro como você se desprendeu de si para criar Monalisa e eu. Por saber que erro e você continua sendo a mãe mais carinhosa e amiga deste mundo todo.

Agradeço por vir para a Terra e escolher nascer nesta família. Todos nós temos um aprendizado. Pode ser que hoje não entendamos, mas com certeza uma hora o motivo surge e nossas batalhas nos deixarão mais fortes. E, nesses momentos, nossas mães estarão conosco, seja física ou espiritualmente. Sempre com aquele papel de colocar a mão nas nossas costas e dizer “vai, porque qualquer coisa eu te seguro.”

O quão mágico e especial é este sentimento de ser mãe? Eu ainda não sei. Mas quero dar valor antes mesmo de saber, porque que é surreal, é.

Que nesta data nos lembremos não apenas do presente, da ligação no celular ou da mensagem fofa nas redes sociais. Mas que estejamos presentes com aquele olhar compreensivo, com mais paciência e com aquele abraço gostoso que deixa a vida naturalmente bonita!

 

Beijos

Deixe seu comentário