Pelo direito de poder vestir o que você quiser!

Outro dia me peguei pensando, após uma aula de consultoria de moda, o tanto que nós mulheres somos cobradas socialmente com relação ao que vestimos. Se estamos muito arrumadas, dizem que estamos tentando demais. Se estamos mais básicas, nos chamam de relaxadas. Se queremos usar peças da moda, somos escravas da mídia. Se queremos ficar de pijama o dia todo em casa, somos desleixadas.

Mesmo que inconscientemente, pensamos no que vamos usar em uma festa, no trabalho ou simplesmente para ir à padaria. Afinal de contas, o ato de se vestir é diário e obrigatório, tornando assim algo importante no nosso dia a dia. Mesmo a pessoa menos ligada às tendências precisa se vestir de acordo para determinada ocasião. E foi aí que me peguei pensando: até quando o que eu visto diz respeito a mim mesma ou diz respeito apenas ao que esperam de mim socialmente?

Quantas vezes você já se pegou vestindo uma peça apenas pensando no que o outro ia pensar de você? Quantas vezes você montou um look genuíno, que exprime sua personalidade de verdade? Mesmo que as regras de etiqueta existam, mesmo que alguns costumes devam ser mantidos em situações formais, por que deixamos nossa opinião de lado e damos voz aos outros?

Me questionei e cheguei à conclusão de que, muitas vezes, damos voz a essas ideias por medo de rejeição social, medo de não se sentir aceito e não fazer parte do grupo. Daí, quando paramos pra observar, vemos várias pessoas iguais, padronizadas, sem personalidade. Por que não exprimir sua personalidade em suas produções do dia a dia?

Não, não estou dizendo pra ir de chinelo para o trabalho ou de jeans para um casamento. Estou dizendo apenas para que a gente pare de se preocupar tanto com o olhar que outras pessoas terão para nossas produções. Tomemos para nós o direito de poder vestir o que a gente quiser em situações que nos permitam isso. Que a gente se permita usar e ousar peças que nos deixem confortáveis e estilosas, do jeitinho que sempre quisemos, sem medo do que o outro vai pensar a respeito. Que a gente seja realmente livre para comprar as peças não apenas por tendência ou para nos encaixarmos no padrão e sim por gostarmos dela. E que tomemos posse do nosso direito de usar a moda em nosso favor, sem nos tornarmos escravas dela.

Vermelho: a cor mais quente do outono/inverno 2018

Apesar da Pantone ter eleito o roxo Ultraviolet como a cor do ano, é o vermelho o tom mais quente do outono/inverno 2018. Ele aparece em roupas, calçados, bolsas e demais acessórios, compondo, inclusive, looks all red.

Sei que é uma cor abraçada pelas fashionistas, mas ainda temida por grande parte das pessoas. Por isso, resolvi montar um miniguia sobre “como usá-la”, com dicas e não regras (xô, obrigações!), bem simples e fáceis de colocar em prática no dia a dia.

Acredite: a cor vermelha não é um bicho de sete cabeças e pode ser uma poderosa aliada na hora de criar looks nada óbvios.

 

1. VERMELHO + TONS NEUTROS

Pode parecer óbvio, mas a forma mais fácil de tirar um pouco do impacto do vermelho é misturando-o a tons neutros. Mas… qualquer tom neutro vale? Sinceramente, tem aqueles “mais-mais”, que harmonizam melhor no look. Anota aí os coringas: cinza, bege, marinho, branco, camelo e, às vezes, o preto, já que ele pode pesar.

 

2. BLEU, BLANC, ROUGE – OU NAVY

Azul, branco e vermelho. Não é à toa que essas cores fazem parte da bandeira da França, país reconhecido por ter a moda em seu DNA. Esses três tons harmonizam muito bem entre si e, na maior parte das vezes – perigoso generalizar, né? – funcionam muito bem no look, criando composições sofisticadas. Valem a aposta!

 

3. VERMELHO + ROSA (… e mais algumas cores!)

Essa combinação consagrada dá muito certo e, justamente por isso, andou circulando bastante em “looks do dia” nos últimos meses. Pode ser o ponto de partida para quem quer ousar na combinação de cores, mesmo que só um pouquinho. Mas, olha, vale anotar que o vermelho também é “parceirão” do laranja, do roxo (vale também lilás!) e do azul – mesmo que seja aquele azul beeemm clarinho!

 

4. VERMELHO NA TERCEIRA PEÇA

A terceira peça, que pode ser um casaco, jaqueta, colete, cardigã, etc, pode ser a solução que faltava na hora de arrematar o look… e, por que não essa solução ser justamente um item vermelho? No inverno, quando a gente costuma andar mais “encapotada”, as sobreposições são super bem-vindas e, aí, por exemplo, um casaco vermelho pra fechar – ou lacrar! – o look, pode ser a pedida certa pra deixar a composição bem mais interessante!

 

5. VERMELHO NOS ACESSÓRIOS

Como falei lá no início, algumas pessoas podem se sentir inseguras na hora de usar o vermelho – e, ó, tudo bem, hein? O que importa é se respeitar, seguir seu estilo e não dar bola pra modinhas! Mas, ainda assim e apesar dessa insegurança, sempre tem aquelas pessoas que morrem de vontade de usar a cor. Nesse caso, o que eu digo? Vá em frente! Arrisca e se joga! Assim… por que não começar a usar vermelho no acessório, transformando-o no ponto de cor (e de destaque!) no look? Esse item, sem dúvida, vai atrair a atenção do olhar e vai deixar a composição totalmente atualizada.

 

6. ALL RED

Sem dúvida, usar um look completamente vermelho, da cabeça aos pés, é a proposta mais ousada desta temporada. Não tem regra certinha pra essa composição e a melhor dica para aderir a essa tendência é se olhar no espelho, ver se existe harmonia no look e se você se sente feliz com ele. Mas vale a pena prestar atenção em pequenos detalhes, que podem fazer uma boa diferença, ou seja, deixar uma boa parte de pele à mostra e optar por sapatos de salto e ponta fina, já que o vermelho pode achatar. Além disso, é sempre mais fácil optar pelo all red quando a gente investe em tons avermelhados mais fechados, como o vinho, por exemplo.

 

Mas, agora, conta aí: você gosta de vermelho? Vai aderir a essa tendência?

 

Fontes das imagens:

Pinterest, Elle USA, Wachabuy, StyleCaster, Glitter Guide, People, Pinterest.

Antes da make, vamos cuidar da pele!

Uma maquiagem deslumbrante, daquelas que a gente fica horas babando e desejando fazer igual…. é tudo né? Mas, sabe o que é mais importante? O que vem antes da make, a pré-maquiagem e seus cuidados. Uma pele bonita e bem cuidada é o segredo para uma finalização perfeita. Quando a pele está hidratada, os produtos de maquiagem desenvolvem muito melhor, sabia? Então hoje vou mostrar para vocês como eu cuido da minha pele antes de fazer a make. Um passo a passo para que o final seja lindo!

 

Passo 1

Lave seu rosto com um sabonete ou espuma facial que seja indicado para o seu tipo de pele. Manter o rosto limpo evita o acúmulo de sujeira nos poros e até eventuais espinhas.

 

Passo 2

Depois de enxaguar e tirar o excesso da água, vamos usar um tônico facial ou água micelar para equilibrar o pH da pele.

 

Passo 3

Nesta etapa, você pode usar o seu hidratante facial favorito. Eu gosto de usar um sérum concentrado com ação antioxidante para evitar o envelhecimento precoce. Fica a dica, viu?

 

Passo 4

Amiga, nunca esqueça o protetor solar, hein? De preferência com FPS 50.

 

Passo 5

Para aliviar linhas de expressão e até dar uma disfarçada nos poros dilatados, aplique um primer pré-maquiagem. Isso vai deixar a pele prontinha para receber a base.

Eu te garanto, depois que você pega o hábito, esse ritual fica tão simples que você nem percebe e nem se importa de fazer. Tudo é questão de costume.

O importante é você sempre cuidar da sua pele com todo carinho do mundo.

Para descobrir qual o seu tipo de pele, o ideal é que você visite um dermatologista, tá?

Aí, depois da pele toda limpinha e protegida, é só caprichar na make e ser feliz! Por mais simples que a make seja.

Espero que tenham gostado e que cuidem muito da pele de vocês.

 

Bjoca

 

Produtos usados:

Espuma Facial Quem Disse, Berenice?

Água Micelar Adcos

Serum Magia de Unicórnio Koloss

Protetor Solar L’Oréal 

Primer Facial Blur Toque de Natureza

Michel Mercier: a escova que desembaraça sem quebrar os fios

Sempre tive um problema muito sério com o desembaraçar dos meus fios. Faço luzes há pelo menos 10 anos e quem faz luzes sabe que, se tem um momento tenso na hora de cuidar do cabelo, é justamente desembaraçar os fios. É natural que com o processo de descoloração o cabelo fique um pouco mais poroso e ressecado e isso dificulta bastante na hora de desembaraçar, o que acaba fazendo com o que o cabelo quebre.

Já estava conformada com essa dificuldade na hora de desembaraçar o cabelo, mas eis que conheci a escova Michel Mercier, uma escova que promete – e cumpre – desembaraçar o cabelo de maneira fácil, sem dor e evitar a perda e quebra dos fios. Isso porque a pouca tração e a massagem aplicada no couro cabeludo proporcionam esse resultado para os fios.

As escovas Michel Mercier possuem 32 alturas diferentes em suas 428 cerdas. Elas estão disponíveis em 3 versões:

– A escova de madeira, fabricada com madeira italiana de reflorestamento finamente trabalhada;
– A escova Anti-Slip, com exclusivo cabo antideslizante;
– E a Pack and Go, ideal para viagem, sem cabo e que cabe perfeitamente na bolsa.

Um ponto muito importante é que cada uma das escovas está disponível em 3 tipos de cores diferentes, que se referem ao tipo de cabelo que ela é indicada: para cabelo fino, médio ou grosso.

É essencial a escolha correta da escova, pois as cerdas são pensadas para cada tipo de cabelo: para os finos as cerdas são bem molinhas, para cabelos médios, um pouco mais firmes e para fios grossos, bastante firmes. Na dúvida, pergunte para seu cabeleireiro qual é o seu tipo de cabelo antes de fazer sua escolha.

O meu cabelo é médio, então as escovas Pack and Go e Anti-Slip vieram na cor verde, e a de madeira na cor marrom.

Um ponto bem interessante para falar sobre a Pack and Go é que, já que ela é uma escova pensada para se levar na bolsa, em viagens e afins, ela vem com uma tampinha de acrílico justamente para proteger as cerdas nessas situações de transporte. Achei esse cuidado muito bem pensado por parte da marca.

Importante falar que as escovas são indicadas para todos os tipos de cabelo: lisos, ondulados, cacheados e crespos, e também podem ser usadas tanto por adultos como crianças.

Desde que passei a usar as escovas Michel Mercier, percebi o meu cabelo bem menos quebrado e a dificuldade na hora de desembaraçar reduziu praticamente a zero!

Para quem se interessar, as escovas Michel Mercier estão disponíveis para compra no site da Bio Extratus. É só clicar aqui e escolher a escova adequada para o seu tipo de cabelo e ser feliz na hora de desembaraçar os fios.

 

Espero que tenham gostado da dica! Um beijinho!

Se joga no poder do vermelho

Oi, pessoal… Estou de volta aqui no Naturalmente Bonita para mostrar e contar todos os detalhes desse meu novo hair. Sim, aderi a moda Ariel e deixei meus fios com um tom de vermelho incrível.

Tenho certeza que muitas de vocês já irão perguntar: qual tinta você usou? Aí é que vem a surpresa! Não foi tinta e sim a Máscara Colorante Vermelha que a Bio Extratus criou! Vamos por partes para eu explicar como funcionou esse produto no meu cabelo para que chegasse nesse tom Ariel, rsss…

Eu havia mudado a cor do meu ruivo para um tom de 8.66 (usei OX vol. 20). De um ruivo acobreado, passei para um ruivo mais claro. Muito feliz com o novo visual, me sentindo mais jovial e com uma segurança totalmente de poder! Foi ótimo passar por essa mudança!

Mas, como sempre digo, o cabelo ruivo exige um grande ritual de cuidados para que o desbotamento da cor não aconteça de forma acelerada. Fui em uma viagem para o exterior, não cuidei dele como deveria e o resultado vocês já imaginam qual foi, né? Pontas ressecadas e com aspecto sem brilho da cor.

Foi aí que usei a Máscara Colorante Vermelha da Bio Extratus, para reavivar minha cor de uma forma rápida e surpreendente! Acreditem se quiser, mas esse cabelo novo e poderoso você pode ter sem sair de casa. A máscara é superprática de aplicar e você pode conferir isso no vídeo lá embaixo.

Outra novidade é que fui convidada para estampar a campanha de lançamento do produto, o que me deixou muito feliz pelo fato de eu ser embaixadora da marca e estar em total sintonia com a equipe. Agora vocês irão me ver por aí, segurando a Máscara Colorante Vermelha, rsss… Bom, eu voltarei em outro post contando os detalhes de como funciona o produto após a utilização. Na verdade, eu estou conhecendo o funcionamento dele no meu cabelo para detalhar a experiência e poder ajudar vocês com várias dicas.

 

Então, assistam ao vídeo e fiquem ligadinhas aqui no blog Naturalmente Bonita!

 

Bjinhos…