Naturalmente Bonita

Tapioca ou crepioca? Qual a melhor opção?

18.jun.2018

Muito se fala sobre o consumo da tapioca em substituição aos pães, quando o assunto é perda de peso. Porém, o que muita gente não sabe é que a tapioca tem um índice glicêmico alto (praticamente similar ao açúcar), quase não tem fibras e pode comprometer um programa de perda de peso se não for usada corretamente.

Quando queremos perder peso, o mais recomendado é usarmos alimentos de baixo índice glicêmico. Nesse caso, uma alternativa interessante seria, por exemplo, a crepioca (1 colher de sopa de goma de tapioca + 1 ovo + 1 colher de sopa de cottage). Se você colocar um pouco de linhaça ou chia (gorduras do bem), melhor ainda!

 

Adicionando proteínas e gorduras boas, conseguimos reduzir o índice glicêmico da preparação, reduzindo picos de insulina que podem aumentar as chances de você acumular gordura.

O importante é adequar o seu plano alimentar e fazer isso de forma orientada, sem que você deixe de comer as coisas que gosta. Lembre-se que o impacto que o alimento tem no seu organismo faz toda a diferença para que você consiga alcançar seus objetivos.

Portanto, na grande maioria dos casos (porque em dieta tudo depende!) a crepioca costuma ser uma melhor opção para aquelas pessoas que buscam reduzir o peso corporal.

 

Consulte sempre seu nutricionista!

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Não subestime a inteligência do seu corpo

24.maio.2016

Seu corpo pensa e tem memória. Se, durante o mês, você mantiver um padrão alimentar saudável e só sair da rotina poucas vezes cometendo excessos, seu corpo vai entender que aquele ponto fora da curva foi uma exceção, e trabalhar mais deixá-lo mais equilibrado de novo. É provável que nesses momentos você possa até passar um pouco mal, ir mais vezes ao banheiro ou até ter diarréia. Isso é sinal de que seu organismo entendeu o recado e está organizando a casa de novo.

O que vamos colocar em nossos pratos ao nos servir é uma escolha que fazemos várias vezes ao dia. O segredo da boa alimentação é optar por alimentos que vão de fato nutrir nosso corpo, e não apenas alimentá-lo. Ninguém precisa ser nutricionista para saber, por exemplo, que frituras são ricas em gorduras e devem ser consuidas com cuidado. Ou que sorvetes e doces são cheios de açúcar e gorduras e precisam ser evitados. Mesmo as pessoas que não se interessam muito pelo assunto sabem muito bem o que faz mal à saúde.

É possível dividir em categorias o que é necessário fazer. Simples assim.

Consumir menos

Consumir mais
Gordura Fibras
Açúcar Vitaminas
Sal Minerais
Álcool Água
Industrializados Comida de verdade

 

prato-saudável

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Carboidratos e exercício físico

18.nov.2015
tipos-carboidratos-complexos
Muitos pacientes sabem que pode ser necessário comer carboidratos antes, durante e após o treino, mas muitos não sabem a real função deles.
Então vamos esclarecer essa dúvida:
Pré-exercício físico: tem o objetivo principal de armazenar energia para utilização durante o exercício na forma de glicogênio hepático e muscular, já que quanto maior for a concentração deste no início da atividade física, melhor será o rendimento. Destaca-se que o período que antecede a prática não deve ser pensado somente como o momento imediatamente antes do treino/prova, mas sim as 24 ou 48 horas anteriores.
Durante o exercício físico: tem o objetivo principal de diminuir a taxa de uso do glicogênio hepático e muscular, que passa a ser crítico para os momentos finais do exercício.
Após o exercício físico: tem o objetivo principal de repor os estoques de glicogênio hepático e muscular, mas ressalta-se que esse momento não se traduz somente pelo período próximo ao término da modalidade, mas sim todo aquele que antecederá a realização da próxima sessão de treino/prova.
Deu pra ver que o mais importante é ter uma alimentação saudável como um todo, e não se alimentar corretamente somente antes ou depois do treino.
Portanto, a avaliação de um nutricionista é fundamental para que você atinja seus objetivos com mais facilidade e rapidez. Só ele é capaz de montar um plano alimentar personalizado pra você, com os carboidratos certos, considerando seu estilo de vida e o tipo de atividade física que você pratica.

 

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricional na Cirurgia Bariátrica. Fez diversas especializações relacionadas à obesidade (incluindo aulas de culinária), preparando-se para oferecer um tratamento completo, eficaz e o mais importante: duradouro.

Renata Rodrigues

Nutricionista formada na UNI-BH, Renata sempre se preocupou com a forma física e com hábitos alimentares saudáveis. Possui cinco pós-graduações concluídas e uma em curso – em Manejo Nutricion...

Alimentos termogênicos para perder peso

30.jun.2015

Alguns alimentos são considerados termogênicos, por possuírem propriedades que aceleram o metabolismo, aumentam a temperatura do corpo e tornam a queima de gordura mais simples.

nb_estetica_alimentos_termogenicos_01

Antes de incluir esses alimentos, em sua rotina, é importante saber que pessoas com doenças de coração, hipertensão, enxaqueca, úlcera e alergias devem evitá-los.

Alguns deles não são simples de serem incluídos na dieta, mas combinados com outros, compõem receitas simples de fazer e serem saboreadas. Aprenda como:

1 – PATÊ DE RICOTA

INGREDIENTES: 100g de ricota fresca; 1 colher de pimenta rosa; ½ colher de pimenta do reino; 1 pitada de sal; 2 colheres de iogurte natural desnatado; 3 colheres de cebolinha ou salsinha e 1 colher de azeite de oliva.

MODO DE PREPARO: depois de amassar a ricota, acrescente as pimentas, os temperos verdes e o sal. Misture, acrescente o iogurte, o azeite e mexa mais um pouco até alcançar boa consistência para servir.

nb_estetica_alimentos_termogenicos_02

2 – PATÊ DE TOMATE

INGREDIENTES: 5 colheres de ricota; 1 pitada de pimenta do reino; orégano; tomates secos e gotas de limão.

MODO DE PREPARO: pique o tomate seco, bata todos os ingredientes e pingue gotas de limão por cima.

nb_estetica_alimentos_termogenicos_03

3 – PATÊ DE CENOURA

INGREDIENTES: 3 colheres de iogurte desnatado natural ou tofu; 1 cenoura pequena; 1 pitada de noz moscada; 1 colher de mostarda; 1 pitada de pimenta branca, 2 colheres de manjericão e salsinha.

MODO DE PREPARO: cozinhe a cenoura com casca. Depois de fria, remova a casca e bata no liquidificados com os outros ingredientes. Misture e acrescente as ervas.

nb_estetica_alimentos_termogenicos_04

4 – PATÊ DE TOFU E ABACATE

INGREDIENTES: 1 fatia de tofu; 2 colheres de abacate; pimenta do reino e azeite a gosto.

MODO DE PREPARO: amasse e misture bem todos os ingredientes.

nb_estetica_alimentos_termogenicos_05

Essa sugestão de matéria foi retirada de um dos sites de conteúdo freminino mais importantes do Brasil e as nutricionsitas responsáveis por essas e outras receitas são Alyne Santim e Thaisa Albanesi.

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!

Naturalmente Bonita

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!

Sorvetes funcionais e saborosos

8.abr.2015

Gordura trans e corantes passam longe dessas receitas geladas. Além de refrescar, elas proporcionam sabor e possuem ingredientes antioxidantes.

Hoje, você verá receitas fáceis e deliciosas. Experimente todas!

1. Frutas Vermelhas e Coco com Damasco

nb_sorvetes_funcionais_01

Ingredientes:
Frutas vermelhas:
• 2 bananas-nanicas médias maduras, sem a casca e cortadas em rodelas
• 10 amoras grandes e 5 morangos (ou framboesas)
• 4 colheres (sopa) de leite de coco light (de garrafinha)
• 1 colher (café) de goma guar (opcional)

Coco com damasco:
• 2 bananas-nanicas médias maduras, sem a casca e cortadas em rodelas
• 2 damascos secos
• 2 colheres (sopa) de coco fresco ralado
• 4 colheres (sopa) de leite de coco light
• 1 colher (café) de goma guar (opcional)

Modo de fazer:
Leve as frutas ao freezer até congelar. Passe-as no processador de alimentos com o leite de coco. Assim que a mistura estiver homogênea, adicione a goma guar (opcional) e bata por mais alguns segundos. Sirva em seguida ou se preferir que o sorvete fique mais firme, volte ao freezer por meia hora.

Rende: 5 bolas (cada sabor)
Calorias por bola: 61 (frutas vermelhas) e 79 (coco com damasco).

2. Maracujá com Manjericão

nb_sorvetes_funcionais_02 Ingredientes:

• 1/2 litro de leite de coco (ou outra bebida vegetal de sua preferência)
• 2 colheres (sopa) de gelatina em pó sem sabor
• 4 colheres (sopa) de açúcar mascavo
• Polpa de 2 maracujás ou suco de 2 tangerinas
• Folhas de manjericão fresco ou hortelã

Modo de fazer:
Em uma panela, dissolva a gelatina no leite ainda frio. Leve ao fogo e, assim que ferver, acrescente o açúcar e a polpa do maracujá (ou o suco de tangerina). Mexa delicadamente e, em seguida, retire do fogo. Espere esfriar, passe na peneira (se usar a polpa do maracujá) e leve ao freezer por 1 hora. Bata no liquidificador na velocidade mais baixa com o manjericão (ou hortelã). Volte ao freezer por mais 2 horas ou até a servir.

Rende: 6 bolas
Calorias por bola: 46

3. Iogurte com Amora

nb_sorvetes_funcionais_03

Ingredientes:

• 3 potes (300 g) de iogurte grego original desnatado (ou natural desnatado)
• 1/2 copo (100 ml) de leite desnatado
• 3 colheres (sopa) de mel
• 1 colher (chá) de suco de limão-siciliano
• 1 xícara (chá) de amora (morango ou framboesa)
• Forminha para picolé (ou copinhos) e palitos

Modo de fazer:
Bata os ingredientes, com exceção da amora, no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Distribua em forminhas de picolé (ou copinhos) e acrescente um pouco de amora em cada picolé. Leve ao freezer e, assim que firmar um pouco, espete o palito. Deixe gelar por, no mínimo, 2 horas. Desenforme na hora de consumir.

Rende: 8 picolés
Calorias: 69

 

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!

Naturalmente Bonita

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!

Carregar Mais