Naturalmente Bonita

Que o dia seja menos dos namorados e mais do amor!

Sabe aquela pessoa cujo gênero de filme favorito é a comédia romântica? Que já passou horas no Pinterest salvando imagens bonitas de casamentos? Que sabe tudo sobre dia da noiva, pasta organizadora da noiva, como escolher seu vestido de noiva e até a cor que quer para o vestido das madrinhas!? Prazer, essa sou eu! E hoje eu vim aqui especialmente para te contar uma história de amor.

É difícil saber exatamente por onde começar, afinal quase toda história de amor começa com um sorriso meio sem graça, uma história de anos, um encontro por acaso ou uma ironia do destino, como aconteceu comigo.

Antes que eu esqueça, meu nome é Joicy Eleiny, sou embaixadora Bio Extratus, moro em Recife-PE, sou bissexual e tenho uma namorada chamada Mariana Tayná.

Ela me conheceu primeiro, quando procurava no YouTube como revitalizar o cabelo crespo e encontrou vídeos meus. Desde então parece que a vida tratou de dar aquele empurrãozinho para que nos aproximássemos. Estivemos em eventos juntas, mas não nos vimos, estivemos em mais eventos juntas e aí só nos cumprimentamos, esbarramos novamente várias outras vezes e então achamos que tinha algo dizendo que deveríamos ser amigas. Deu certo! Viramos muito amigas e depois um beijo!

Dia dos namorados

Resumidamente foi assim que tudo começou, de uma amizade mesmo (diz aí se não parece aquele clichê romântico que você assistiu num domingo de preguiça?). Mas a verdade é que depois que ela apareceu eu comecei a reparar em tantas outras coisas que fazem o amor ser amor, pelo menos para nós.

Você já parou para se perguntar: o que faz o amor ser amor!?

Para nós, um casal composto por duas mulheres negras, o amor perpassa muitas outras discussões políticas e sociais e é preciso compreender quem somos antes mesmo de nos dispormos a amar.

O relacionamento afrocentrado não é a solução de todos os fardos que carregamos ao longo da vida. Um relacionamento, seja ele qual for, nunca é a solução pra tudo. Mas, de fato, é muito importante me reconhecer no meu amor, saber que a gente se entende, se apoia, se dispõe a lutar juntas e enfim soma, como tem que ser.

Seja qual for a sua relação com o outro, nesse dia dos namorados, quero te convidar a fazer uma reflexão sobre a relação que você tem consigo, combinado? Aí você tenta se responder: meu namoro comigo mesma permite que eu namore outra pessoa?

Muita gente acha que pode resumir o amor, que pode ditar, limitar e até restringir. Talvez seja bem tarde para avisar, mas eu juro que ainda tem gente que não entendeu, então vamos lá: o amor é para todes, sejam eles, elas ou nenhum dos dois, sejam negros, brancos ou nenhum dos dois, sejam magros, gordos ou advinha!? O amor é para dois ou nem só dois. E uma verdade absoluta é que o amor é para um, antes de ser para qualquer outro.

Que o dia seja menos dos namorados e mais do amor!
Um beijo e até a próxima :*

Joicy Eleiny

Joicy Eleiny, pernambucana nascida no interior e morando na capital. 21 anos, mulher negra, crespa e LGBT compartilhando empoderamento e provocando discussões acerca de suas lutas principalmente atra...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *