Naturalmente Bonita

O Outubro Rosa Quase Acabou, e Você Mudou Algum Hábito?

Eu sei que Outubro já está acabando. E com ele, o mês do Outubro Rosa, para gerar conscientização sobre o câncer de mama. Mas a verdade é que câncer de mama é algo que deveria ser debatido com mais frequência durante todo o ano. Um mês sozinho ou o autoexame não bastam.

outubro rosa

Segundo o INCa, “o câncer de mama é o segundo tipo que mais acomete brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Para o Brasil, foram estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019, com risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres.”

Parece pouco, mas é muita gente, e como o público de Bio Extratus é majoritariamente feminino, a gente precisa falar sobre isso por aqui também, aproveitando o Outubro Rosa.

Não é prudente dizermos que o câncer de mama tem uma única causa, mas alguns hábitos saudáveis podem reduzir o risco em cerca de 30%. Atividade física e alimentação balanceada ajudam, manter um peso considerado saudável pode cooperar e até mesmo existem estudos que amamentar pode ajudar a proteger a mulher. Eu sei que nem sempre dá para seguir tudo isso, mas acredito que se olhar com mais atenção e amor também pode ajudar nesse processo de vigiar nossa saúde. Evitar exageros em geral (de qualquer lado) e buscar estar sempre com as consultas e exames em dia ajuda muito. Se você pode manter a frequência no ginecologista, isso pode fazer toda diferença.

Muito além de uma campanha

O diagnóstico no início faz toda a diferença na cura. Então, por mais distante que isso possa parecer para nós, precisamos nos manter vigilantes e atentas ao nosso corpo e nossa saúde. O INCA deixa claro que os principais sinais e sintomas da doença são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

O Ministério da Saúde acredita na campanha Outubro Rosa 2019 reforçando três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária, detecção precoce e mamografia.  A campanha se chama “Cada corpo tem uma história. O cuidado com as mamas faz parte dela”. Dar esse destaque à esse tema é fundamental, mas não só em outubro.

Cuidados contínuos com o nosso corpo e saúde

Acho que, além de ficarmos atentas, é muito importante o acompanhamento da ginecologista durante nossa vida adulta. Exames de toque e imagem são importantes, além de muita informação. Eu vou à ginecologista de ano em ano, mais ou menos nessa época de Outubro Rosa. Deixo tudo em dia e a qualquer sinal estranho, contacto minha médica. Eu sou bem atenta, mesmo com 33 anos, mas mulheres de 50 a 69 anos devem fazer mamografia de rastreamento a cada dois anos. Isso não é em vão. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes de a pessoa ter sintomas. Existem evidências científicas que comprovam o benefício desta estratégia na redução da mortalidade neste grupo de mulheres.

Além dessa consulta anual, também faço sempre meus exames e acredito na saúde como um todo. Da mesma forma que o sedentarismo é um fator de risco para muitas doenças, acredito que cuidar da saúde mental e emocional nos ajuda a preservar nosso corpo, cuidando dele como um todo. Justamente por isso aposto em cuidados que vão além dos exercícios para o corpo físico. Faço terapia e busco uma série de práticas que me trazem bem estar e amor próprio. Acredito que odiar o nosso corpo pode impactar muito em como lidamos com nossas dores e doenças.

O que fica do Outubro Rosa

Então, o objetivo desse texto de Outubro Rosa é que a gente se proponha novos hábitos sustentáveis para o longo prazo. Que nossa alimentação tenha um pouco de tudo que pode nos nutrir e fortalecer. Que nossos exercícios sejam menos sobre culpa, e mais sobre reconexão e prazer. Que nossa autoestima e saúde mental nos permitam estarmos seguras de quem somos. E que, cada vez mais, a gente cuide da gente por amor, porque por ódio essa atenção e cuidado não se sustentam.

Nos enxergando como um todo – corpo, mente e emoções – nós podemos muito mais. Estejamos atentas e vigilantes porque saúde é um conceito que engloba algo muito maior. Acreditar na gente, nos nossos cuidados e nos nossos processos de cura podem fazer toda diferença em nossas mudanças de hábitos e tratamentos.

Não deixe o outubro rosa passar em vão, se conscientize, cuide de você!

Joana Cannabrava

Carioca solteira no Rio de Janeiro, libriana, viciada em produtos de cabelo, e blogueira do Futilidades. Fala principalmente de r...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *