Naturalmente Bonita

Crise dos trinta

Acho incrível a mania que muitas mulheres têm – me incluo nessa – de não estarem satisfeitas com a idade. Quando adolescente, queremos fazer logo 18 anos. Depois que os 18 passam e as responsabilidades aumentam, lá vem a vontade de voltar a ser criança. Nisso, o tempo que demorava para passar voa e, em um piscar de olhos, já nos vemos beeem distantes dos tão sonhados 18. Em alguns momentos, queria que os trinta chegassem logo; porque na minha cabeça, com trinta anos a vida estaria com tudo encaminhado. Como o filme De Repente Trinta diz: “Trinta, a idade do sucesso” (sim, eu AMO esse filme e resolvi citar por aqui. hahaha).

Eis que sento na minha cadeira e me toco que em seis meses completarei trinta anos de idade. Muitas coisas passaram pela cabeça, mas a primeira foi: o que eu fiz da minha vida?

A pergunta tem o lado real: onde cheguei com meus quase trinta anos; e o lado da sociedade: “será que ela é bem sucedida com trinta anos?”. No dia que completei 29, pensei no que a sociedade tanto nos cobra. Comecei a me culpar e me comparar com os outros… Achei inúmeros “defeitos” e “problemas” que interferem nesta plenitude que pintam a cerca dos trinta anos. Guardei o assunto e não pensei mais.

Agora, quis escrever sobre, porque mudei alguns pensamentos nesses seis meses. Parei de olhar o lado negativo e vi o quanto eu já fiz, conquistei e concluí com os meus quase trinta. Resolvi voltar o olhar para onde ainda quero chegar e quais os meus planos que ainda quero realizar. Algo que me deixou MUITO feliz e até espantada foi olhar o que eu fiz e nunca pensei que faria. NOSSA! São tantos acontecimentos maravilhosos, que passei a ter um olhar mais amoroso sobre os meus trinta anos.

Por favor, não se enganem achando que eu escrevo por medo da idade. Sou bem resolvida com isso e minha dermatologista é uma das minhas melhores amigas hahahaha. Todo o meu devaneio sobre os trinta se pautou mais no que eu via na televisão, revistas ou internet. Percebi que a crise pode sim acontecer, mas é algo de você com você mesma. Aquela conversa que você tem olhando no espelho, ou mesmo quando está se vestindo ou praticando uma atividade sozinha. O fato de me comparar já quebra esse pensamento e mostra como nos atemos ao que nos é apresentado como forma de única verdade e situação possível.

Sobre os trinta ser a idade do sucesso? Ah! Isso eu concordo! Passamos por tantas inseguranças, dúvidas, medos em todos os sentidos… Sinto que, aos trinta, as mulheres que conheço se mostraram mais seguras e firmes. As prioridades mudaram e a sua felicidade está em primeiro lugar. O trabalho, o coração, as amizades… tudo ganha um novo olhar! E como é gostoso se descobrir!

Eu vou aproveitar esses últimos seis meses na casa dos vinte e me preparar lindamente para os trinta. Porque quando uma fase se acaba, chega uma nova etapa (tá, foi meio óbvio isso! hahaha). Mas por que ficar triste pelo fim se eu posso sorrir com um começo?

.

Beijos

Maraisa Fidelis

Paulistana de 28 anos completamente apaixonada pela família. Formada em marketing mas escolheu trabalhar com beleza, que é o que lhe encanta. Fala feito louca, ri descontroladamente e quer apenas aj...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *