AH! O Espírito Natalino!

Fim de ano tem sempre aquela sensação de ciclo terminando, dever cumprido (algumas vezes nem tão cumprido assim), novas metas, alegrias, festas e confraternizações. Ah! As confraternizações! Festa da empresa, amigo secreto (ou oculto), reunião de família, risadas e o tal do “espírito natalino” pairando no ar. Todo mundo só sorrisos, simpatia e gratidão. Todo mundo?

Eu sempre me questiono porque no mês de dezembro as pessoas ficam mais simpáticas, mais solícitas e gostam de presentear. Já ouvi explicações que “Não é época de brigas” “Estamos fechando um ciclo” “É uma forma de agradecimento pelo ano que se foi”. Okay. Mas e o resto dos meses? Por que toda essa GRATIDÃO surge apenas em UM mês do ano? Sou um pouco chata porque na minha cabeça a parte religiosa do Natal já se foi faz tempo e ficou esta coisa comercial. Com isso, porque instigar este “espírito” apenas nesta época?

Sabe, eu quero entrar no elevador e dar bom dia sorrindo o ano todo. Quero continuar perguntando pro porteiro como anda a vida, dar presentes em datas aleatórias ou mesmo declarar minha gratidão no momento em que sinto vontade. Quero estender esta alegria, este gosto pela vida, essa sensação de dever cumprido a cada etapa que eu concluo, ou mesmo a felicidade momentânea. Sinto em alguns círculos esta obrigação de estar no evento x, de participar da celebração y… mas quer maior celebração do que você vencer/viver mês a mês?

Tá, pode ser que eu esteja problematizando o espírito natalino, mas que tal começar a levar este espírito para o ano inteiro? Sorrir mais vezes, pensar no outro mais vezes. Fazer cestas básicas, presentes para pessoas carentes nos outros meses? Doar sangue, doar roupas, dizer palavras carinhosas e viver uma vida baseada no agora? Com um espírito leve e tranquilo de que você não esperou o final do ano para dizer o quanto que aquela pessoa é importante. Para abraçar após um projeto bem sucedido, para vibrar e dizer: eu me importo com você.

Ah, ficou meio natalino este texto né? HAHAHAHHA Contraditória? Não, apenas com vontade de dizer que a passagem do dia 24 para o dia 25 e de dezembro pra janeiro duram UMA noite. E as pessoas…. essas nos “aturam” ou outros 364 dias do ano.

FELIZ NATAL!

Beijos
Mah