Naturalmente Bonita

Faça da corda seu treino

1.set.2014

corda1

Sabia que uma corda de pular pode ser uma ótima ferramenta para ajudar no condicionamento físico e no emagrecimento? Embora faça você lembrar sua infância, é muito simples iniciar um programa de exercícios com a corda de pular.

Passar apenas dez minutos pulando corda pode gerar os mesmos benefícios cardíacos que 30 minutos de corrida. Resultado: força extra para as atividades do dia a dia, como subir correndo uma escada ou carregar uma mala pesada.

Esse treinamento ajuda a tonificar cada parte do seu corpo e a emagrecer. Em até 10 minutos você pode gastar entre 120 e 200 calorias com esse equipamento de ginástica e de fácil acesso, outra vantagem é que cabe facilmente na bolsa de viagem.

Para iniciar, comece com um simples exercício de aquecimento, dar pulinhos por um minutos prepara sua frequência cardíaca.

Durante o exercício, é preciso apenas manter o movimento escolhido por 1-2 minutos, os resultados vão aparecer rapidamente. Mude sempre seu estilo de pular corta, alterne entre outros tipos que a técnica proporciona, isso desafiará sua mente e corpo.

Dica importante para você escolher a corda certa:

Escolha o tamanho ideal. Fique em pé (pisando) no centro da corda, levante os pegadores, eles devem ficar na altura dos seus ombros.

Quem já está em um estágio mais avançado pode escolher uma corda mais curta (nesse caso, os pegadores chegam perto das axilas).

Separamos algumas séries com corda para você!

Faça a série

Durante três minutos, faça séries de 20 saltos com um breve intervalo de descanso entre elas. Quando conseguir realizar 140 saltos em sequência, você estará pronta para seguir em frente no treino. Então, conte quantos pulos consegue dar no período de 30 segundos. Descanse um minuto. Faça mais quatro séries. Intercale os saltos com outras técnicas de pulos:

corda2

Escalar

Comece a escalar. Agarre a corda o mais alto possível e dobre os joelhos em direção ao peito. Junte os pés e enrosque-os na corda, formando com ela um S, que deve passar por baixo de um pé e por cima do outro. Isso vai permitir que você use as pernas para suportar o peso do corpo. Para descer, trave a corda entre seus pés e desça o corpo, baixando mão após mão.

Cruzado

Em pé, pernas paralelas e braços soltos ao lado do corpo com os cotovelos um pouco flexionados, mãos segurando as duas extremidades da corda. Gire a corda e faça o primeiro salto com os dois pés juntos. Quando a corda estiver na sua frente, cruze os braços na altura da cintura e salte novamente.

Um pé só (um pé na frente, outro atrás)

Em pé, uma das pernas à frente, braços soltos ao lado do corpo com os cotovelos um pouco flexionados, mãos segurando as duas extremidades da corda. Gire a corda e salte com um pé de cada
vez. Em seguida, troque a perna que está à frente e pule por mais 30 segundos.

corda3

Ondular

Comece forte. Com os pés afastados na largura dos ombros e os joelhos levemente flexionados, segure a ponta da corda, deixando os dedões no topo dos pegadores e a palma das mãos voltada uma para a outra. Tente não segurar muito forte nem tensionar os ombros porque isso vai fazer você cansar mais rápido. Faça onda.

Cuidado!

Um dos principais erros encontrados pelos profissionais de Educação Física na prática do treino com corda, que é a mais comum, a postura errada. Muitas pessoas fazem os movimentos de forma arqueada, o que vai gerar pressão na lombar. O movimento de ondulação da corda precisa de força do braço e essa força tem que ser dividida com o quadril. Se fizer a força só no braço, sem essa distribuição, vai forçar o quadril e ter muita dor no dia seguinte.

O acompanhamento de um profissional de educação física habilitado é fundamental para uma melhor aprendizagem e maior segurança, além de proporcionar resultados mais rápidos.

Naturalmente Bonita

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!

Dicas para lavar corretamente o cabelo

17.out.2013

Naturalmente Bonita

Nem mesmo os tratamentos mais avançados surtem efeito se o processo de higienização dos fios estiver errado.

Hidratação, cauterização, produtos especiais… Nada disso adianta nada se você não lavar corretamente o cabelo, o principal passo para tratamento da saúde das madeixas.

Quando feita da forma adequada, a lavagem dos fios ajuda a revitalizar o cabelo, além de evitar a quebra e o ressecamento.

O primeiro passo é nunca usar água muito quente nem muito fria. O ideal é água morna. É bom massagear com a ponta dos dedos, jamais usar as unhas.

Diluir o xampu e o condicionador em um pouquinho de água ajuda a evitar o acúmulo do produto no cabelo. O acúmulo de resíduos nos fios pode provocar oleosidade, aspecto de mal lavado, falta de brilho e até seborreia.

Dizer que cabelos oleosos não devem receber aplicação de condicionador é mito! O condicionador é direcionado aos fios, não à raiz. Quem tem couro cabeludo oleoso deve passar somente nas pontas, e ele é extremamente importante, pois sela as cutículas.

Condicionador e máscara de tratamento têm diferenças importantes. O condicionador age na parte externa do cabelo. Ele sela os fios sem penetrar no córtex. As máscaras de tratamento têm peso molecular menor, por isso são absorvidas pelo fio, agindo na sua parte interna.

Condicionador Botica Henna: Associa a energia vegetal do Tutano de Bamboo ao poder fortalecedor dos extratos de Henna em uma formula equilibrada, que trata os fios e condiciona. Enriquecido com oleo de Oliva e Nogueira, confere forca, flexibilidade, brilho intenso e realca a cor dos cabelos escuros.
Mascara Botica Henna: Associa a energia vegetal do Tutano de Bamboo ao poder fortalecedor dos extratos de Henna e Mutamba em uma formula concentrada, que proporciona hidratacao intensiva aos fios. Enriquecido com oleo de Oliva e Nogueira, confere forca, flexibilidade, brilho intenso e realca a cor dos cabelos escuros.

Você pode desembaraçar os cabelos durante o banho, enquanto o condicionador age. É recomendável que quem tem um volume muito grande de cabelo o faça.

Para finalizar a lavagem, faça o último enxágue com água fria: dá leveza e brilho aos fios!

Naturalmente Bonita

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!