Reganho de peso pós cirurgia bariátrica

O sucesso da cirurgia bariátrica é definido como perda mínima de 50% do excesso de peso durante os dois primeiros anos e sua manutenção a longo prazo.
Após dois anos de cirurgia, os pacientes praticamente não emagrecem mais. nesse período, inicia-se a fase de manutenção, mas muitas vezes os pacientes voltam a ganhar peso. Mas, por quê isso acontece?
As hipóteses são:
Dilatação da bolsa gástrica e aumento da capacidade funcional absortiva do intestino delgado, reduzindo os efeitos restritivos e disabsortivos da operação:
Embora pouco comum a dilatação da bolsa gástrica ou da anastomose gastrojejunal pode ocorrer após a operação, em função da elasticidade do estômago. Essa dilatação leva à consequente redução da saciedade e aumento da ingestão alimentar a longo prazo.
Sedentarismo:
O sedentarismo, assim como o comportamento alimentar pode ser considerado importante fator na manutenção  e na reaquisição de peso. Diversos estudos mostram que a aderência ao programa de treinamento prediz a perda e manutenção do peso. Pacientes que praticam atividade física regular tem menor chance de reganho de peso.
Má qualidade da alimentação e retorno aos hábitos alimentares inadequados de antes da cirurgia:
Entre os principais fatores relacionados ao aumento do consumo de calorias podem-se considerar a melhora das intolerâncias alimentares e dos sintomas do Dumping, a dilatação da bolsa gástrica ou da anastomose gastrojejunal e a qualidade do alimento ingerido.
Em função da restrição alimentar provocada pela operação, os pacientes não conseguem ingerir grande volume de alimentos. Portanto, a qualidade do alimento ingerido passa a desempenhar especial valor no controle do valor calórico total da dieta.
Ao longo do tempo, observou-se que pacientes com maior dificuldade de manter o peso após a cirurgia são aqueles que apresentam o hábito de comer frequentemente, beliscando durante todo o dia, e que abusam de alimentos com alta densidade calórica como refrigerantes, doces, sorvetes, bebidas alcoólicas e guloseimas.
Redução da taxa metabólica basal:
Após a cirurgia, as alterações anatômicas e fisiológicas provocadas pela operação levam à rápida perda de peso. que parece estar associada a uma significativa perda de massa muscular. Com isso, há evidências que mostram redução na TMB e consequente predisposição dos pacientes a ganharem peso.
Vale lembrar que a cirurgia bariátrica não é milagrosa como muitos acreditam. Apesar de ser uma das melhores abordagens no controle da obesidade, ainda não é garantia de sucesso. Para que isso aconteça, ainda é necessário acompanhamentos nutricional, psicológico e médico adequado e atividade física regular.
reganho de peso

O refrigerante e a sua amizade preto e branca com a saúde

Não adianta ouvir o aviso do pai, da mãe, da tia distante, das amigas próximas ou o sinal de fumaça do cachorro. Quando não se quer ouvir ou ver algo, ninguém consegue fazer escutar ou enxergar. O refrigerante é um desses casos!

nb_saude_o_que_voce_precisa_saber_sobre_refrigerante_01

Nós sabemos que um copo gelado, pode salvar o humor do dia, mas os refrigerantes, em geral, contém:

nb_saude_o_que_voce_precisa_saber_sobre_refrigerante_02

  • pouquíssimos nutrientes para o organismo
  • excesso de açúcar
  • contribui para o aumento de peso
  • pode colaborar para doenças cardíacas

Disso tudo, todos nós sabemos. Mas há uma grande quantidade de informação que ainda está do lado negro da força e que você aprenderá agora.

  1. DE COLHER – uma lata de refrigerante contém, em média, 18 colheres de açúcar.
  2. CRESCEU MUITO – o consumo de refrigerante cresceu 400%.

nb_saude_o_que_voce_precisa_saber_sobre_refrigerante_03

  1. NOVAS ESCOLHAS – as pessoas estão substituindo água e leite por sucos industrializados e refrigerantes.
  2. DO COMBO – refrigerante sempre vem acompanhado por um lanche de fast-foods.
  3. FAZ TEMPO – nos anos 70, o refrigerante era agrado de fim de semana, mas hoje, se tornou hábito diário.
  4. MITO SURPRESA – refrigerante não vicia, pois os níveis de cafeina são moderados.

nb_saude_o_que_voce_precisa_saber_sobre_refrigerante_04

  1. NASCER SABENDO – bebês e crianças pequenas, de dois anos, em média, já experimentaram a bebida.
  2. CIGARRO É MAIS – tomar refrigerante é menos prejudicial do que fumar.

Mesmo assim ainda é irresistível. Mas também é importante dizer que essas informações não tem o propósito de tendenciar ou recriminar qualquer comportamento. Apenas, é bom saber.

Carboidratos e exercício físico

tipos-carboidratos-complexos
Muitos pacientes sabem que pode ser necessário comer carboidratos antes, durante e após o treino, mas muitos não sabem a real função deles.
Então vamos esclarecer essa dúvida:
Pré-exercício físico: tem o objetivo principal de armazenar energia para utilização durante o exercício na forma de glicogênio hepático e muscular, já que quanto maior for a concentração deste no início da atividade física, melhor será o rendimento. Destaca-se que o período que antecede a prática não deve ser pensado somente como o momento imediatamente antes do treino/prova, mas sim as 24 ou 48 horas anteriores.
Durante o exercício físico: tem o objetivo principal de diminuir a taxa de uso do glicogênio hepático e muscular, que passa a ser crítico para os momentos finais do exercício.
Após o exercício físico: tem o objetivo principal de repor os estoques de glicogênio hepático e muscular, mas ressalta-se que esse momento não se traduz somente pelo período próximo ao término da modalidade, mas sim todo aquele que antecederá a realização da próxima sessão de treino/prova.
Deu pra ver que o mais importante é ter uma alimentação saudável como um todo, e não se alimentar corretamente somente antes ou depois do treino.
Portanto, a avaliação de um nutricionista é fundamental para que você atinja seus objetivos com mais facilidade e rapidez. Só ele é capaz de montar um plano alimentar personalizado pra você, com os carboidratos certos, considerando seu estilo de vida e o tipo de atividade física que você pratica.

 

Parece saudável, mas não é

Para muitos, fazer supermercado é uma aventura. Um prazer inexplicável que começa quando os olhos passam pelas informações: “zero gordura”, “light” ou “menos calorias”.

Quando esses produtos pulam da gôndola para o carrinho de compras, a satisfação, mesmo antes de comê-los, está completa.

nb_saude_mitos_alimentacao_saudavel_01

Mas nem sempre o que parece, realmente, é. Vários deles aparentam ser naturais, leves e fazer bem à saúde, mas não tem um valor nutricional tão importante para o corpo. Podem fazer um efeito contrário, atrapalhando o funcionamento do organismo.

OLHE COM OUTROS OLHOS

  1. CHOCOLATE COM MAIS CACAU – as opções com chocolate amargo e sem açúcar são ideais para trazer ganhos à saúde.

nb_saude_mitos_alimentacao_saudavel_02 nb_saude_mitos_alimentacao_saudavel_03 nb_saude_mitos_alimentacao_saudavel_04

  1. MANTEIGA OU MARGARINA – escolha sempre a manteiga, pois a margarina é totalmente industrializada. De qualquer forma, consuma esse item em pequenas quantidades.
  1. BARRA DE CEREAL – as conhecidas barrinhas de cereal contêm xaropes de frutose, que as deixam mais gostosas, mas também menos saudáveis.
  1. PÃES INTEGRAIS – fique atento aos rótulos, pois para ser considerado uma fonte de fibras deve ter 2,5 gramas por porção.

 

Amor declarado por eles, os temperos

Depois que eles chegaram para fazer parte da cozinha, ela nunca mais foi a mesma. Nem ela e nem os pratos que antes eram preparados apenas com sal refinado.

Nada contra essa relação entre o sal e todas as comidas do mundo. Apenas há uma forma mais gostosa, fresca, saudável e apetitosa de preparar um menu.

nb_nutricao_tempero_01

Veja quais são esses temperos, para incrementar, ainda mais, o seu prato principal.

MANJERIÇÃO – aroma e sabor marcante que combina com saladas, massas e sopas. Pode reduzir os níveis de colesterol.

OREGANO – cheiro é inconfundível, é perfeito para massas, carnes ou batatas. Possui a ação de acalmar e diminuir dores de cabeça.

nb_nutricao_tempero_02 nb_nutricao_tempero_03 nb_nutricao_tempero_04

ALHO – um sabor que nenhum outro tem, pode ser picado ou amassado e também cai muito bem quando refogado no azeite. Possui muitos minerais e vitaminas.

CEBOLA – tem que queira vê-la bem longe, mas picadinha, em rodelas, batida no liquidificador, ela pode ser refogada no azeite. Tem vitamina C e ação anti-inflamatória.

HORTELÃ – sensação de frescor, especial para pratos ou líquidos, ideal para acrescentar a saladas, patês e sucos de outras frutas. Contém fibras e ferro.