Naturalmente Bonita

Como Cuidar do Cabelo Pós-Coloração?

8.abr.2019

Depois que a gente passa pelo processo de descoloração e tintura, sempre fica aquela dúvida sobre como cuidar do cabelo pós-coloração porque, por mais que os produtos usados sejam de qualidade, a estrutura do fio fica um pouco diferente e exige mais cuidados do que antes. 

Quando fui lavar meu cabelo pela primeira vez depois que pintei, percebi que até o toque estava diferente, o fio fica um pouco mais frágil e aí vem aquela dúvida de como recuperar e não deixar o cabelo danificar e partir.  Por mais que você tenha tido todas as precauções antes de pintar, feito o teste de mecha e o cabelo tenha ficado maravilhoso depois de todo processo, se não houver cuidado  intenso ele pode partir sim! Então vamos a:

3 dicas de cuidados especiais para seu cabelo pós-coloração continuar maravilhoso!

1- Faça Muita Umectação

umectação pós-coloração

Uma das características do cabelo pós-coloração, seja descolorido ou pintado, é o ressecamento, então fazer a umectação é uma das coisas que mais vão ajudar a nutrir e fortalecer o fio. 

A umectação deve ser feita com óleos 100% vegetais para não ter risco de entupir o bulbo capilar e uma outra dica que aprendi com minha cabeleireira é que nem todo óleo vegetal deve ser aplicado na raiz porque alguns podem causar dermatite seborreica se usados de forma incorreta. Observe se o óleo é daqueles que solidificam quando estão em temperaturas mais frias, se ele solidificar você aplica apenas no comprimento e se não solidificar você aplica na raiz. 

A Bio Extratus tem a linha Umectante com óleo de coco e o Óleo Poderoso Botica Cachos , inclusive tem vídeo no meu canal com resenha desse óleo: 

 

2- Faça o Cronograma Capilar 

Muita gente desacredita do poder do Cronograma Capilar, mas ele é real e da pra perceber nitidamente a mudança nos cabelos. E vai ajudar demais o seu cabelo pós-coloração!

Para pessoas com a vida mais corrida que não conseguem seguir o cronograma certinho, uma dica é tratar o cabelo toda vez que for lavar e adequar sempre a sua rotina. O mais importante é não deixar de cuidar do cabelo para que ele se mantenha forte e saudável. De início tente pelo menos duas vezes por semana, é só intercalar a umectação noturna e outro tratamento depois da umectação. Outra dica preciosa para você que não tem tempo é usar os tratamentos de 60 segundos da Bio Extratus, que são potentes e entregam um resultado maravilhoso em 1 minutinho. Aqui no blog tem uma matéria sobre essas superdoses, dá uma conferida!

Já tem uma matéria aqui no blog falando sobre o Cronograma Capilar Pré-Coloração que fiz e eu continuo seguindo ele. Além disso eu explico também no meu canal.

Nesse outro vídeo aqui, eu indico máscaras de tratamento da Bio Extratus que são super potentes:

Além disso, temos a linha Pós-Coloração da Bio Extratus, que foi feita pensando nas necessidades do cabelo exatamente depois desse processo. 

 

3- Evite Secador Quente

Eu sei que pra quem tem uma rotina mais corrida é complicado não usar o secador por ele ser mais rápido, mas cabelos pós-coloração precisam de mais cuidados e alguns pequenos sacrifícios como esse. Você não precisa parar totalmente de usar o secador, é só usar temperaturas mais frias e não usar sempre.

Uma forma ótima de secar os cabelos é com o ventilador. Você deixa o cabelo lindo, saudável e ainda se refresca! 

E aí, ta pronta pra deixar esse cabelo pós-coloração ainda mais maravilhoso?

Luciellen Assis

Luciellen é baiana, de Feira de Santana. Aborda temas, em seus canais, que variam entre estética e beleza negra, moda, autoestima, empoderamento e relações raciais.

Como Pintar Cabelos Crespos sem Danificar?

5.abr.2019

Sempre que pensamos em mudança de cabelo crespo, o primeiro medo da maioria das pessoas é o dano causado pela descoloração, tintura e afins. Cabelos crespos são mais porosos e por isso tem mais facilidade de ressecar, portanto exigem mais cuidados quando o assunto é mudança de cor. Então vou falar em tópicos sobre o meu processo de mudança e o que percebi no meu crespo depois que fiquei ruiva.

pintar cabelos crespos

1 – Procure um Profissional Especializado em Cabelos Crespos e Cacheados

Desde que decidi mudar a cor do meu cabelo, sabia que por ser um processo nada simples, ele deveria ser feito por um profissional. Mesmo que a ideia de fazer em casa e gastar menos seja tentadora, vale muito mais a pena pagar e sair linda do salão do que fazer besteira em casa e danificar o cabelo para depois precisar procurar um profissional para arrumar seu erro.

Abaixo vou deixar uma lista com salões especializados em cabelos crespos e cacheados de algumas regiões que conheço. São eles:

2 – Faça um Cronograma Pré-Coloração

Aqui abaixo coloquei um vídeo falando sobre meu cronograma pré-coloração e ele foi importantíssimo para que eu pudesse fazer a mudança de cor sem danificar meu cabelo. Também tem um conteúdo aqui no blog dando mais detalhes sobre como fazer esse processo.

É uma maneira super eficaz de reforçar os fios e deixá-los ainda mais saudáveis antes e depois da coloração.

3 – Faça Teste de Mecha antes de pintar cabelos crespos

Sabe aquele ditado “É melhor prevenir do que remediar”? Fazer o teste de mecha é exatamente  isso! Essa parte é válida para qualquer pessoa que queira fazer algum tipo de processo químico no cabelo, seja ela liso, ondulado, cacheado ou crespo. O teste de mecha é essencial para depois não haverem surpresas como cabelo elástico e partindo.

Grande parte dos cortes químicos e problemas com mudanças radicais vem da falta de teste de mecha antes dos procedimentos. É através dele inclusive, que seu cabeleireiro pode definir qual será o melhor cronograma de cuidados antes da tão sonhada mudança de cor.

4 – Evite Fazer a Mudança de Uma Vez

Eu sei que dá uma ansiedade de deixar o cabelo logo da cor que a gente deseja e queremos descolorir quantas vezes forem necessárias pra chegar logo ao tom dos sonhos, mas o processo de pintar cabelos crespos e cacheados é diferente.

No meu caso que a mudança foi para o ruivo, eu só fiz algumas luzes mas não descolori o cabelo por inteiro. Então nos próximos retoques vamos clarear um pouco mais com a tinta e assim sucessivamente.

Essa é a forma mais saudável e segura de mudar a cor sem preocupações, já que nos intervalos entre um retoque e outro eu estarei fazendo o Cronograma Capilar para recuperar o fio dos possíveis danos.

5 – Use Produtos de Qualidade

Todos os produtos que usei foram da Bio Extratus, tanto no meu cronograma pré-coloração quanto na mudança de cor.

Os tratamentos e finalizadores da marca eu já conhecia e amava, mas as tintas me surpreenderam muito porque além de pintar elas tratam o cabelo porque tem em sua fórmula tutano que é mega nutritivo, óleo de lino e microqueratina. Já viu alguma coloração com esse poder todo? O resultado foi o melhor que se poderia esperar!

As cores que usei para chegar ao tom que lembra o Ruivo Rosê foram: 8.4 e 9.4 de Bio Extratus Color e depois uma mistura da 0.2 também de Bio Extratus Color com uma máscara branca para criar um rosê.

Esse é o vídeo com o passo a passo de minha mudança:

Basicamente você precisa de muito amor, cuidado e paciência para que seu cabelo se mantenha saudável antes, durante e depois da mudança de cor. Essa para mim foi a melhor maneira de passar pela transformação com zero arrependimentos e podendo esbanjar um muito bem tratado.

Essas foram as coisas que funcionaram para mim e espero que dê certo para você também! Quer pintar cabelos crespos? Então se jogue sem medo!

Luciellen Assis

Luciellen é baiana, de Feira de Santana. Aborda temas, em seus canais, que variam entre estética e beleza negra, moda, autoestima, empoderamento e relações raciais.

Descomplicando a Umectação com Óleo de Coco

22.mar.2019

Uma das coisas que mais são faladas quando o assunto é tratar o cabelo é a bendita umectação, né? E quem está sendo a maior estrela desse assunto é o óleo de coco, que virou paixão nacional nos últimos anos, com o aumento de buscas por produtos mais naturais na hora de tratar os cabelos sejam eles lisos, crespos, cacheados ou com química.

Então, vamos falar um pouco sobre como usar corretamente o óleo de coco e seus benefícios para a saúde capilar.

Você sabe o que é umectação?

É o ato de usar óleos vegetais puros no cabelo e deixar agir por algumas horas. Ela pode ser feita também durante a noite, a famosa umectação noturna que é a minha forma favorita de umectar o cabelo. Aqui no blog, a Nat Lustosa fez um conteúdo bem detalhadinho sobre a umectação, então para saber mais detalhes, dá uma passada lá.

Benefícios e como usar o Óleo de Coco na Umectação

umectação óleo de coco

O melhor óleo de coco para ser consumido ou aplicado nos cabelos é o prensado a frio porque dessa forma os seus benefícios nutricionais são mantidos. Além disso observe se ele é extra virgem e dê preferência a óleos armazenados em embalagens de vidro e fique atenta a fórmula atrás da embalagem; a composição deve ser apenas óleo de coco.

Nos cabelos, os seus principais benefícios são:

  • hidratação profunda;
  • melhor aspecto das pontas;
  • redução de ressecamento;
  • diminuição do frizz e da porosidade dos fios.

Além de ser usado como potencializador de máscaras de tratamento e na finalização dos cabelos, o óleo de coco pode ser usado na umectação, mas não deve ser usado na raiz dos cabelos porque ele costuma solidificar em temperaturas mais baixas. Óleos que tendem a solidificar, se colocados na raiz, podem causar a médio ou longo prazo uma dermatite seborreica por acabar acumulando no couro cabeludo, então óleo de coco é só no comprimento e pontas do cabelo, beleza?

Linha Umectante de Bio Extratus

umectação óleo de coco

Pensando nos benefícios do óleo de coco, a Bio Extratus lançou a linha Umectante que é uma das minhas favoritas. Ela é composta por:

– Shampoo de Limpeza Umectante sem petrolatos, parabenos e sal.

– Condicionador Nutritivo sem petrolatos, parabenos e liberado para Low Poo.

– Banho de Creme de Hidratação Máxima sem petrolatos e parabenos. Liberado para Low Poo.

– Manteiga de Coco com Ação Antiressecamento Imediata sem petrolatos e parabenos. Liberada para Low Poo.

– Finalizador que Protege, Nutre e Hidrata sem petrolatos e parabenos. Liberado para Low Poo.

Os meus queridinhos da linha Umectante com Óleo de Coco

Os meus produtos favoritos da linha são a Manteiga de Coco porque ela age em apenas 60 segundos e é a escolha perfeita pra quem não está com muito tempo para cuidar dos cabelos, e o finalizador que é leve na medida e deixa meu cabelo com a textura que gosto.

Eu usei essa linha completa como parte do meu cronograma capilar pré-coloração e continuo usando no pós-coloração por indicação de minha cabeleireira. Ah! Vale lembrar que essa linha é indicada para todos os tipos de cabelos, então se joga!

Luciellen Assis

Luciellen é baiana, de Feira de Santana. Aborda temas, em seus canais, que variam entre estética e beleza negra, moda, autoestima, empoderamento e relações raciais.

Cronograma Capilar Pré-Coloração

25.jan.2019

O final do ano chegou e com ele o desejo de mudanças. Já fazem quase três anos que eu digo que quero mudar a cor dos meus cabelos e finalmente tomei coragem e me sinto segura para fazer a tão sonhada mudança com produtos que confio. Mas antes de mais nada, eu sou uma mulher crespa, então a forma de mudar meu cabelo é totalmente diferente de uma pessoa lisa ou alisada e por isso procurei uma profissional maravilhosa aqui em Feira de Santana, que além de ser especializada em cabelo crespo e cacheado, usa produtos da Bio Extratus em seu salão de beleza, o Encanto dos Cachos. A Sheu, dona do salão, me orientou a fazer um cronograma de cuidados intensivos antes de realizarmos a mudança de cor para que o cabelo esteja resistente e não sofra tantos danos durante o processo, e eu vou passar para vocês agora todo o cronograma.

O Cronograma

A montagem foi feita para fortalecer o cabelo durante 30 dias antes da pintura, então forma-se o ciclo certinho de um cronograma capilar tradicional e a ordem ficou assim:

– Primeira Semana: Reconstrução (linha Resgate), Nutrição (Linha de Tutano), Reconstrução (Linha Resgate).

– Segunda Semana: Nutrição (Linha Pós-Química), Hidratação (Linha Umectante), Reconstrução (Linha Resgate).

– Terceira Semana: Nutrição (Linha Pós-Química), Reconstrução (Linha Resgate), Nutrição (Linha de Tutano).

– Quarta Semana: Nutrição (Linha Umectante), Nutrição (Linha Pós-Química), Reconstrução (Linha Resgate)

Agora que você já tem a ordem dos tratamentos, vamos falar sobre as  linhas escolhidas e seus ativos.

Reconstrução:

cronograma capilar linha resgate bio extratus

Para essa fase escolhemos a linha Spécialiste Resgate, que é um tratamento repositor de massa para cabelos quimicamente danificados. Para quem tem cabelo crespo, mesmo não usando química, é uma ótima opção de tratamento porque a composição dessa linha tem Argan e Queratina.

Tudo que é feito pensando em cabelos fracos e/ou danificados possivelmente vai fazer muito bem ao nosso cabelo.

Nutrição:

cronograma capilar linha pós-química bio extratus

Nessa fase escolhemos duas linhas. A primeira é a Pós-Química Tratamento Restaurador que funciona como uma restauradora dos fios e tem como ativos o abacate e a jojoba.

cronograma capilar linha tutano bio extratus

A segunda opção é uma das tradicionais da Bio Extratus, a linha de Tutano para promover brilho e maciez aos nossos fios e é indicada para todos os tipos de cabelos.

Hidratação:

cronograma capilar linha umectante bio extratus

 Para hidratar, escolhemos a linha Umectante que é um lançamento da Bio Extratus. Ela tem óleo de coco que é super hidratante e tem se tornado o queridinho dos cabelos crespos e cacheados nos últimos anos.

Além de cuidar dos cabelos com essas linhas, fiz umectação noturna 1 dia antes da primeira lavagem de cada semana. Se você não conhece esse procedimento, é basicamente usar um óleo 100% vegetal nos seus fios e deixar que o óleo fique agindo por algumas horas ou durante toda a noite. Então no dia seguinte você lava seu cabelo normalmente. Tem um post aqui no blog explicando bem direitinho, é só clicar aqui.

Para essa fase você pode usar o óleo vegetal que quiser. Inclusive, a Bio Extratus tem o Óleo Poderoso que é um mix de óleos vegetais de Baobá, Coco e Rícino que pode ser usado na umectação. Para quem segue as técnicas ele é liberado para no e low poo. Você poder assistir o vídeo que fiz sobre ele clicando aqui.

Com esse cronograma capilar intensivo meu cabelo está muito bem tratado, forte e pronto para receber a mudança de cor sem sofrer danos. Eu notei mudança logo na primeira semana seguindo tudo certinho e meu cabelo tem respondido muito bem.

No próximo texto, já estarei com minha cor nova de cabelo e conto como foi essa experiência.

Luciellen Assis

Luciellen é baiana, de Feira de Santana. Aborda temas, em seus canais, que variam entre estética e beleza negra, moda, autoestima, empoderamento e relações raciais.

Cabelo Crespo e Autoestima

17.dez.2018

O cabelo sempre esteve muito ligado a autoestima da mulher e a ideia de cabelos longos, sedosos, brilhantes e com muito balanço fez parte dos sonhos de muitas meninas negras justamente por ser algo aparentemente inalcançável para nós. Eu me recordo bem de como desejava ter os cabelos lisos durante a infância e adolescência para ser aceita no colégio, já que os elogios eram sempre voltados a meninas com cabelos lisos e longos, mas o meu não era assim. Meu cabelo é crespo e para estar “arrumado” mainha alisava toda sexta-feira com ferro e pente quente. Eu detestava passar por isso, mas acreditava que era necessário porque meu cabelo “não era bom”, então o único jeito de arrumar era alisando.

cabelo crespo

Hoje já com o cabelo natural depois de ter passado pela transição capilar (em um outro texto falarei mais sobre esse período), percebo que nós naturalizamos por anos uma coisa extremamente cruel e nociva à saúde física e psicológica de crianças e adolescentes e que ainda permanece na vida de mulheres adultas hoje em dia. Falar sobre cabelo para mulheres negras não é um assunto simples porque não tem relação apenas com o cabelo. O negócio é bem mais profundo do que as pessoas geralmente imaginam porque está ligado a anos de negação e auto-ódio.

Se quiser saber mais sobre transição capilar, pode conferir aqui.

cabelo crespo

Entender a beleza natural do cabelo crespo e cacheado, dando maior ênfase ao cabelo crespo, que é ainda mais rejeitado por não ter cachos perfeitos, sedosos e brilhosos dá trabalho porque nosso olhar não foi acostumado a isso. Mulheres negras não eram e ainda não são vistas como padrão de beleza e consequentemente nosso cabelo também não é. Exatamente por isso que pessoas crespas como eu, Joicy (Tipo4) e Maraisa (Blz Interior) passamos por diversos ataques na internet por conta das nossas características físicas como cor de pele e tipo de cabelo. A exaltação do cabelo natural existe desde que ele não seja volumoso, nem tenha frizz, ou seja, uma cabelo ondulado ou cacheado mais aberto. No seu primeiro texto aqui, a Joicy falou sobre como o CRESPO É LINDO!

Falar sobre o cabelo da mulher negra tem relação direta com aceitação, empoderamento, enfrentamento ao racismo, ao ódio gratuito e principalmente de resgate a  história de todo um povo que foi apagada pelas marcas da escravidão que acabou a pouquíssimos anos atrás e que ainda é um problema muito mal resolvido no Brasil, já que as pessoas tratam como algo que aconteceu a muito tempo como se tivesse ficado no passado apenas, não levando em consideração a forma como a liberdade foi dada aos escravizados e as consequências que esse descaso causou a nossa geração e uma das marcas desse problema é justamente o racismo velado disfarçado de opinião onde existe uma preferência e aceitação infinitamente maior a tudo que for branco e em contrapartida, a demonização e marginalização do que é negro. Não é apenas falar de cabelo, mas falar de dores, apoiar-se e perceber que a luta é coletiva e constante para que haja uma mudança.

cabelo crespo

.

Desmistificar simbologias da cultura negra e retirar conceitos racistas do nosso cotidiano é uma das maneiras mais simples de se lutar contra o racismo. Entender que o cabelo crespo ou cacheado não precisa ser domado, nem ficar sem frizz, que nem todo cabelo é brilhoso mesmo estando saudável e que ele definitivamente não precisa ser definido são coisas aparentemente simples, mas que fazem uma diferença enorme quando falamos da estética do cabelo negro. Essas “necessidades” com relação ao cabelo crespo e cacheado existem hoje justamente por conta de uma política de embranquecimento onde se faz necessário que  nossas características negras sejam menos fortes ou apagadas se necessário e isso não está ligado apenas ao tom de pele, mas também ao cabelo, que é uma das características e símbolo de resistência mais forte do povo negro. A gente cresceu tendo medo do volume, do cabelo “duro” (que na verdade é muito macio), da falta de balanço e de brilho porque o racismo criou isso.

cabelo crespo

.

Hoje o movimento de autoconhecimento e resgate da ancestralidade negra é gigante através da internet e tem crescido e se fortalecido mais a cada dia no Brasil e no mundo, e fazer parte de um movimento tão lindo quanto esse é maravilhoso e inspirador. O trabalho ainda vai demorar para acabar porque é muito difícil mudar o nosso pensamento, quanto mais o de outra pessoa. Mas continuaremos usando nossas vozes para propagar a mensagem de amor próprio, da aceitação e do antirracismo aos quatro cantos.

 E se você leu esse texto mas não é uma pessoa negra, não significa que não pode fazer algo com relação a isso. A luta pelo fim do racismo e qualquer outro tipo de preconceito é coletiva e você também faz parte dela.

Luciellen Assis

Luciellen é baiana, de Feira de Santana. Aborda temas, em seus canais, que variam entre estética e beleza negra, moda, autoestima, empoderamento e relações raciais.

Carregar Mais