Naturalmente Bonita

Acro Yoga: a nova modalidade que mistura acrobacia e yoga

As aulas de Acro Yoga, como o nome já diz, misturam yoga, acrobacia e está conquistando uma legião de estrelas, de Gisele Bündchen à Grazi Massafera.

gisele-acroyoga-1

Quem pode praticar?

Para praticar, não é necessário ser praticante de yoga. Em princípio, qualquer pessoa, inclusive quem leva uma vida sedentária, pode praticar o Acroyoga. Porém quem já tem uma base de ioga leva vantagem e pode iniciar o Acroyoga já a partir de exercícios mais avançados. Para os iniciantes, o ideal é que comecem mesclando aulas de ioga tradicional às acrobacias para estimular respiração e posturas corretas.  Nessa modalidade é utilizada mais a técnica do que a força.

Escolha um cenário verde ou um bom estúdio que possa te inspirar. A relação entre as pessoas é um ponto muito importante, tudo é feito em duplas, trios e grupos. É preciso aprender a ouvir e manter o entrosamento.

A prática da acroyoga costuma começar com as posições aeróbicas e passar para as terapêuticas.

Benefícios

O Acroyoga trabalha o corpo intensamente, em todos os seus aspectos, até mais que o ioga tradicional. O praticante vai adquirindo consciência do próprio corpo e, consequentemente, fortalecendo todos os músculos. Há benefícios tanto para quem é base quanto para quem é volante. Por exemplo, quem fica em cima, melhora o equilíbrio. Já quem fica embaixo se destaca pela força. Tendo condições físicas para tal, os dois podem inverter os papeis. Além dos benefícios físicos, a técnica fortalece a autoestima e a confiança no parceiro de exercício – por isso é bem comum que o acroyoga seja procurado por casais.

Contra – Indicações

É essencial ter a supervisão de um professor para evitar movimentos errados ou quedas. Entretanto quem já possui problemas de coluna, nos punhos, labirinte ou pressão alta, é desaconselhado a praticar o acroyoga, para não apresentar pioras no quadro.

 Veja algumas das posições mais executadas:

1. BOX –  Mantendo o alinhamento do corpo, base e voador sobem juntos no contrapeso para aquecer a região do abdome, trabalhando confiança e firmeza corporal.

Box

 

2. PÁSSARO –Base com pernas firmes estendidas a 90 graus e pés retos próximos à crista ilíaca (osso do quadril) do voador, que mantém o corpo todo firme, como se fosse uma peça só.

passaro

 

3. TRONO ABERTO – Base posiciona os pés na coxa interna do voador, que entrelaça as pernas na parte da frente da base para firmar, com o queixo no peito, trabalhando o equilíbrio.

trono aberto

 

4 – Bat – Conhecida também como morcego, essa postura é excelente para massagear a coluna cervical.

Bat

 

5. AMOR ÀS PERNAS – Conhecida como love legs, a sequência de thai yoga é uma massagem completa. Ciclo para soltar os músculos das pernas da base, que tanto trabalha durante os voos.

love legs

 

Naturalmente Bonita

Blog com informações preciosas no cuidado com os cabelos, pele, unhas e maquiagem, além de muitas novidades em moda, produtos e lançamentos de beleza!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *