Naturalmente Bonita

Tá na Moda: Meia Arrastão! 5 Dicas Fáceis de Como Usar

Polêmica, ousada, chamativa… tem quem ame, tem quem torça o nariz. Apesar disso, a meia arrastão, vez ou outra, aparece na moda e quase que, instantaneamente, ganha fãs no mundo inteiro.

Agora, ela está de volta e, inicialmente, aparece usada por baixo da calça jeans ripped (prima do jeans destroyed, só que com rasgos bem maiores) e, de tão usada dessa forma, já é quase um “uniforme” da moda de rua atualmente, mas é claro que a moda promete abusar de outras formas de uso para essa meia nos próximos meses.

Assim, como muitas pessoas têm dúvidas sobre como usar a meia arrastão, acho que vale a pena a gente bater um papo a respeito aqui no Naturalmente Bonita, com exemplos e dicas fáceis pra colocar em prática.

  1. MENOS É MAIS – por ser extremamente texturizada e já chamar bastante a atenção por si só, ao compor um look com meia arrastão, vale a pena optar por outras peças mais básicas, casuais ou tradicionais, como uma camiseta branca ou jeans com poucos detalhes, por exemplo, que são itens que não deixam o look carregado demais.

  1. TUDO NO MESMO TOM – sem dúvida, apostar no look preto total é uma boa pedida, em peças separadas, como blusas e shorts, ou em peças únicas, como vestidos e macacões, já que o preto da roupa harmoniza perfeitamente com o preto da meia arrastão e, assim, esta acaba complementando o look sem exageros.
  2. PEGADA ROCKER – por ser praticamente um grito de rebeldia na composição do look, não é à toa que a meia arrastão foi um dos símbolos do movimento punk nos anos 70. De volta à moda atual, é claro que um de seus pares perfeitos são peças com pegada rock n’ roll, como, por exemplo, camisetas de banda, saias de couro e sobreposições.

  1. HI-LO – o conceito de misturar opostos é sempre um bom recurso na hora de tornar seu look mais interessante. Por isso, pra fazer aquele mix certeiro com a meia arrastão, a sugestão é apostar em peças de alfaiataria ou peças com pegada bem romântica, como vestidos florais, saias rodadas (godê) ou até mesmo arrematar o look com um calçado mais informal, como o tênis, por exemplo.
  2. NO DETALHE – pra quem quer aderir à tendência, mas não quer deixar a meia arrastão ser a protagonista, a sugestão é deixá-la aparecer apenas nos detalhes – e isso não quer dizer fazê-la aparecer só nos “buracos” do ripped jeans. Vale apostar em meias arrastão do tipo soquete e deixá-las à mostra na barra da calça, com vestidos longos e, para as mais ousadas, o jeito “duvidoso” e que nem sempre funciona, digamos assim, é mostrá-la na cintura. Se bem que essa última opção, eu dispenso… hehe!E então, vai aderir à tendência da meia arrastão?

Fonte das imagens: ASOS, Fashion Gone Rouge, Vogue USA, Vanity Fair, Kationette, Mail Online, Lolobu, Vienna Wedekind, The Zoe Report, Vintage Virgin, Mihaskinnybuddha, Megan Williams, The Fashion Cuisine, LA Cool et Chic, Es la Moda, Bad Gal Ronnie, Aylin König, Fashion Bloggers, Lookbook

É consultora de moda, coolhunter e personal stylist formada em Propaganda & Marketing pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em moda pelo Studio Berçot (Paris) e pelo SENAC-SP. Como produtora cultural, gerenciou projetos em órgãos públicos como na Embaixada da Espanha em São Paulo e no Museu da Cidade de São Paulo. No O Avesso da Moda é criadora e editora-chefe do blog.

É consultora de moda, coolhunter e personal stylist formada em Propaganda & Marketing pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em moda pelo Studio Berçot (Paris) e pelo SENAC-SP. Como produtora cultural, gerenciou projetos em órgãos públicos como na Embaixada da Espanha em São Paulo e no Museu da Cidade de São Paulo. No O Avesso da Moda é criadora e editora-chefe do blog.

Mirian Herrera

É consultora de moda, coolhunter e personal stylist formada em Propaganda & Marketing pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em moda pelo Studio Berçot (Paris) e pelo SENAC-SP. Como p...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *